Deixe-me explicar. Há um bom tempo atrás, eu ganhei esse livrinho na escola. Se chamava “Kaguya-Hime, a princesa da Lua“, era um livro que eu amava.
Eis que ontem, a Pat sugeriu um post com o cartaz desse filme.

Vou mostrar para vocês o trailer e cartazes da animação, produzidos pelo Estúdio Ghibli, que deve ser lançado ainda esse ano no Japão.
http://www.youtube.com/watch?v=sRoiGb6cAAg#t=49

kaguya1

kaguya2

E, para aqueles que nunca ouviram falar nessa história – que é um dos mais tradicionais contos do folclore nipônico, resolvi contá-la do jeitinho que eu lembro.

“Eles eram um casal de senhores, que viviam no meio de uma floresta de bambus. O homem era conhecido como O Cortador de Bambus, pois esse trabalho fazia com que ele e sua mulher ganhassem um pouco de dinheiro.
Um dia, este senhor encontrou um bambu que era muito iluminado. Quando o abriu, encontrou uma menininha do tamanho de um dedo.
“Uma menina, uma menina! Tão pequena e tão linda, só pode ser um presente de Deus!”.
Esta menininha era uma princesa.
Ele a levou para casa, e junto com sua esposa, criaram a menininha como sua filha. Deste dia em diante, o senhor passou a encontrar outros bambus brilhantes, mas com moedas de ouro.
O nome escolhido pelo casal, Kaguya-Hime, significa Princesa Radiante.

kaguya3

A moça cresceu e logo começaram a aparecer pretendentes, atraídos por sua beleza. Ela, porém, não queria abandonar os pais.
Eis que seu pai pediu para que ela escolhesse um dos rapazes para se casar. Kaguya então, pediu que um deles trouxesse um objeto mágico para ela. Quem conseguisse, se casaria.
“Um colar feito com os olhos de um dragão, um vaso feito com pedras dos deuses que nunca se quebra, um manto de pele de animal forrado de ouro, um galho que faz crescer pedras preciosas, um leque que brilha como a luz do sol e uma concha que a andorinha põe junto com seus ovos. “
Porém, nenhum dos pretendentes conseguiu realizar o pedido da princesa.

kaguya4

O senhor então, notou que Kaguya estava triste. Ela então contou que era a Princesa da Lua e que na próxima lua cheia ela seria levada de volta para seu reino.
Com a ajuda do príncipe, o senhor colocou guardas em volta de toda sua casa, para que fosse impossível que a Princesa fosse levada embora. De repente, uma enorme luz surgiu no céu, como se milhares luas estivessem ali. Nesta luz, desceu então uma carruagem, guiada por um grande cavalo alado e muitas pessoas bem vestidas. Depois de algum tempo, quando a luz diminuiu, a carruagem já estava voando, em direção à lua, levando Kaguya-Hime.

O acontecimento entristeceu o casal, que resolveu juntar todas as coisas da moça e queimar. Junto com os pertences, levaram também um pó mágico da vida eterna que ela havia deixado de presente.
Levaram tudo para o monte mais alto do Japão e fizeram uma fogueira, que soltava uma fumaça branca.
A montanha era o Monte Fuji. Dizem que até hoje é possível ver a fumacinha subindo e subindo.”

E essa é a história do Cortador de Bambu. Espero que vocês tenham gostado e que fiquem tão ansiosos como eu para ver essa animação 🙂

Compartilhe: