Workshop de programação de games só para mulheres em São Paulo e na Bahia

girl-games

Confira mais informações sobre como participar 🙂

De acordo com os últimos levantamentos, sabemos que mulheres lideram o ranking quando o assunto é jogar games (independente da plataforma), porém, poucas mulheres ocupam o cargo de desenvolvimento desses jogos, principalmente nos campos de programação e design deles.
Goethe-Institut (instituto cultural de âmbito internacional da República Federal da Alemanha) está desenvolvendo um projeto: um Code-A-Thon de jogos digitais que será realizado em São Paulo no final do ano. Serão 2 semanas de workshop de programação de games dirigidos às mulheres da Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia e Peru.

goethe-institut
Os videogames são hoje uma mídia onipresente de massa, que molda a vida cotidiana, as visões de mundo e as experiências tanto de adultos jovens quanto de crianças. No entanto, a diversidade de narrativas, personagens, enredos e questões retratadas nos games é bastante limitada em função do caráter homogêneo de seus produtores.
Com o objetivo de acentuar e diversificar a criação de games digitais, o Goethe-Institut, em cooperação com a revista SOFA, vai convidar 12 participantes da América do Sul e da Alemanha para um encontro em São Paulo. Durante um Code-A-Thon de duas semanas, as participantes irão desenvolver juntas games digitais. O enfoque do workshop está no desenvolvimento de conhecimento na área de programação de games, narrativas digitais e design de games. As participantes serão orientadas por roteiristas de games, bem como por especialistas em games digitais.

mulheres-no-jogo-logoAs participantes serão selecionadas no próximo mês. Serão dois dias de workshop que acontecerá em São Paulo e na Bahia em datas diferentes:

Salvador Bahia: Segunda-feira/terça-feira, 9 e 10 de julho de 2018, das 10h00 às 18h00
São Paulo: Quinta-feira/sexta-feira, 12 e 13 de julho de 2018, das 10h00 às 18h00

Dentre o conteúdo programático há palestras de como se desenvolver um bom jogo, como funciona um playtest e introdução e desenvolvimento de protótipos para jogos.
As participantes do workshop desenvolverão com Twine (plataforma open-source) as primeiras ideias para os jogos digitais. A plataforma é de fácil utilização e serve de apoio não apenas para quem está iniciando, como também a experientes programadoras e desenvolvedoras na criação de ideias para jogos digitais. O workshop de julho será realizado em inglês e um júri escolherá duas participantes para o workshop em São Paulo no final do ano.

Programa de residências 'Mulheres no Jogo', incentivando o intercâmbio e contato entre desenvolvedoras de jogos brasileiras e alemãs.

Programa de residências ‘Mulheres no Jogo’, incentivando o intercâmbio e contato entre desenvolvedoras de jogos brasileiras e alemãs.

 

Code-A-Thon acontecerá entre os dias 29 de outubro e 9 de novembro de 2018 em São Paulo. Devido ao fato de as participantes do workshop serem de diferentes países (serão 2 participantes de cada país), a comunicação será feita principalmente em inglês mas não se preocupe se você não tiver um inglês avançado pois a compreensão dos conteúdos é mais importante que a comunicação oral e intérpretes estarão à disposição das participantes.
As participantes selecionadas ganharão passagens aéreas de ida/volta para São Paulo, hospedagem e ajuda de custo durante a permanência em São Paulo.
Para se candidatar é necessário que as garotas tenham entre 18 e 25 anos, ter conhecimento básico em desenvolvimento de games (programação/design de games/arte para games), boa capacidade de compreensão da língua inglesa e disponibilidade de tempo no período que acontecerá o Code-A-Thon (de 29 de outubro a 9 de novembro de 2018).

Não é necessário que a candidata esteja atuando profissionalmente na área de desenvolvimento ou design de games.
Gostou da oportunidade? Nós ficamos super empolgadas por esse projeto que estimula as mulheres a se interessarem pela área de produção de jogos, afinal de contas, estamos no topo da lista de maiores jogadoras de games e sempre achamos que dá para melhorar algum jogo, seja mudando seus enredos, deixando as personagens femininas menos sexualizadas e aumentando a representatividade.
Infelizmente a faixa etária para a candidatura é bem restrita (ou estou ficando velha demais para isso, rs).
Caso você se enquadre nos requisitos necessários para a candidatura, basta acessar AQUI para preencher o formulário de inscrição!
Girl Power! o/ Boa sorte e que a força esteja com você!

Fonte: Goethe-Institut

Quem escreve? Barbs_

Otaku, metaleira, esquisita. Gosta de Inuyasha e de uma boa cerveja. Especialista em Zelda. Fã de HQ's e Tolkien. Ama queijo e batata frita. Sofre um pouco de fobia social e prefere ficar em casa lendo e assistindo séries. Estabanada, um pouco ogra e jogadora de Roller Derby. Veterinária e estudante de Quenya nas horas vagas.