Saiba tudo sobre o fantástico Museu do Studio Ghibli <3

ghibli-2

O lugar dos sonhos dos fãs da empresa de verdade!  <3

Projetado pelo próprio diretor do Studio Ghibli, Hayao Miyazaki, o Museu oficial do Studio se localiza em Mitaka, uma cidade japonesa dentro da província de Tóquio. O Museu pode ser considerado algo semelhante a um santo Meca para os fãs, um lugar divino para fazer peregrinação. E não é pra menos, já que ele oferece um entretenimento maravilhoso e repleto de uma diversão super criativa, que acho queé algo que se espera do Studio Ghiblimesmo se você não é um fã mortal e incondicional (tipo eu, rizoz).

O lema do Museu é: “Vamos perder o nosso caminho juntos”!!! Parece chamativo? Intrigante? Emocionante, sim!

O projeto de construção do Museu foi influenciado pela arquitetura europeia, como a vila de Calcata, na Itália. Seu planejamento começou em 1999 e a construção em Março de 2000, sendo oficialmente aberto no dia 01 de Outubro de 2001.  É realmente um lugarzinho mágico aonde todas as obras do Studio se encontram.

O primeiro andar do museu apresenta a história e as técnicas de animação e tem um pequeno auditório onde são projetados curtas metragens produzidos exclusivamente pelo Studio Ghibli para o local, com uma programação nova a cada mês. O segundo andar abriga exposições temporárias especiais. O Museu tem ainda um café, um parque infantil, um jardim na cobertura e uma loja de souvenir.

Guia do Museu com o projeto criado pelo próprio Miyazaki.

Guia do Museu com o projeto criado pelo próprio Miyazaki.

Eis então as fotos e explicações detalhadas de cada cantinho do Museu a seguir:

Exposições Permanentes

No piso inferior, está uma sala de exposição mostrando a história e a ciência de animação. Um dos displays é um zootrópio tridimensional chamado “Bouncing Totoro” (em português seria “Totoro Saltitante”) que contém miniaturas de morcegos sorridentes e personagens como o Nekobus, Satsuki, Mei, um grande Totoro juntamente com os menores, cada um em uma pose ligeiramente diferente, dispostos em anéis e girando em uma mesa. O estroboscópio joga faixos de luz que cintilam junto dos modelos rotativos, iluminando cada um à medida que passam pelo mesmo local, criando uma ilusão de movimento que mostra como a animação funciona. Bacana demais, né?

P01IM27 e1403612717938 A História do Museu Ghibli e seus 12 anos de Funcionamento

Sala de Animação

No primeiro andar, está uma sala que simula a de um estúdio de animação, com desenhos, quadros de história, material de referência e mais para olhar. Também é mostrado o processo de criação de um filme de animação, a partir de esboços, storyboards, keyframing, coloração, pintura de fundo, etc. Eu já aposto que é a parte que eu mais adoraria, depois da loja, é claro. Principalmente por causa dos esboços que ficam pregados na parede:

Ai, quem me dera um pouquinho desse talento...

Ai, quem me dera um pouquinho desse talento… Na imagem: esboços do filme ‘Túmulo dos Vagalumes’.

Além de muitos brinquedos que o Miyazaki escolheu para ficar no local, que também é conhecido como “Boy’s Room“! De dar inveja em todo mundo:

Ghibli017 480x320 A História do Museu Ghibli e seus 12 anos de FuncionamentoOlhe melhor de novo:

Fala que isso aqui não é um sonho?

Fala que isso aqui não é um sonho?

Tri Hawk’s

Inaugurada em 6 de fevereiro de 2002, é uma livraria e sala de leitura do Museu Ghibli. E isso é bacana porque te permite ficar lá aproveitando a leitura ou simplesmente levar um livro pra casa e ter a satisfação de ter comprado um livro do Museu. Principalmente porque, em geral, são livros que inspiraram os desenhos do Studio ou livros que o próprio Miyazaki recomenda para crianças e também para adultos.

tri4 A História do Museu Ghibli e seus 12 anos de Funcionamento

Mamma Aiuto!

Localizada na parte superior do Museu Ghibli, é a loja de lembranças que tem o nome da gangue de piratas aéreos do filme Porco Rosso.

mamaaiutoshop1 A História do Museu Ghibli e seus 12 anos de Funcionamento

Eu não consigo expressar o quão mortalmente eu queria poder, sei lá, ganhar numa mega-sena só pra poder ir até o Museu e sair de lá com sacolas e mais sacolas dessas:

Fonte: hungrycuriouscat.wordpress.com

Fonte: hungrycuriouscat.wordpress.com

São brinquedos, CD’s com as trilhas sonoras, cadernos para colorir, cadernos de ilustrações dos filmes, bichinhos de pelúcia, canecas, caixas de música, miniaturas, roupas… TUDO! Tudo o que eu queria de uma loja assim ç__ç

Straw Hat Café

É a cafeteria temática e único restaurante do Museu Ghibli com personagens de filmes do Studio. Foi criado com a ajuda de uma dona de casa que também é mãe de quatro filhos. Hayao Miyazaki quis que a comida do café fosse “uma espécie de comida caseira”. O café utiliza ingredientes frescos e todas as frutas e legumes utilizados na alimentação são cortadas à mão.

ghibli museum cafe1 A História do Museu Ghibli e seus 12 anos de Funcionamento

O cardápio do dia fica geralmente pregado do lado de fora da lanchonete:

Que coisa mais linda, gzuz!

Que coisa mais linda, gzuz!

Olha só que fofura essas comidinhas nham nham:

Fonte: http://justhungry.com

Fonte: justhungry.com

Fonte: http://justhungry.com

Fonte: justhungry.com

Terminou não *3*

Na verdade, se você procurar no Google, vai achar milhões de blogs de fãs e viajantes contando como foi a experiência de estar no Museu, com mais fotos como essas acima. É uma experiência marcante e linda, mesmo só de se ler.

 

O guia turístico pelo Museu do Studio Ghibli continua na próxima página 😉

Quem escreve? Liao

Débora é musicista, pesquisadora e otaku (não fedida, prometo). 1/3 gamer, 100% sonserina. A alcunha de Liao veio de um site aleatório de geração de nomes japoneses (Liao é chinês, mas tudo bem).