Precisamos ensinar programação às meninas

linguagem de programação para meninas destaque

Por um mundo com mais programadoras, cientistas, engenheiras e astronautas!

Você sabia que somente 29% das vagas nos cursos superiores de tecnologia são ocupadas por mulheres? E que elas ocupam apenas 20% dos 580 mil postos de trabalho na área de TI no Brasil, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD)? E tem mais: A Sociedade Brasileira de Computação também aponta que somente 15% das matrículas nos cursos de Ciência da Computação e de Engenharia são feitas por mulheres. Como resultado, do total de desenvolvedores brasileiros, apenas 17% são do sexo feminino.

linguagem de programação para meninas Foto Divulgação Ctrl+Play

O que fazer para mudar esse quadro? Para ampliar a presença feminina no setor de Tecnologia da Informação, é essencial incentivar meninas de todas as idades a aprenderem linguagem de programação. “As áreas de TI, que envolvem a robótica, inteligência artificial ou análise de dados são consideradas as profissões do futuro. Por isso, que esse tipo de conhecimento deve ser considerado uma forma de empoderamento das mulheres. A sociedade deve quebrar o paradigma de que tecnologia é para homens, incentivando o interesse das meninas por programação”, afirma Jonaína Batista de Freitas Pinheiro, professora da escola de programação e robótica para crianças e adolescentes Ctrl+Play, localizada no bairro Santo Agostinho, em Belo Horizonte.linguagem de programação para meninas Foto 2 Divulgação Ctrl+PlayPara Jonaína, a programação deve ser aprendida já na infância. “As escolas devem promover ações que incentivem suas alunas a participarem ativamente de campeonatos tecnológicos, a criarem projetos com a metodologia STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics) e a desenvolverem atividades com foco na Educação 4.0 e em programação”, explica.

“Independente do gênero, é indispensável a familiarização com o ramo tecnológico desde cedo. Infelizmente, o fator cultural ainda é uma das principais razões pela falta de interesse das meninas na tecnologia. De modo geral, os garotos são estimulados a desmontar e explorar brinquedos e equipamentos eletrônicos desde os primeiros anos de vida. Já as garotas são rodeadas por bonecas, panelinhas, vestidos e outros itens domésticos”, destaca Jonaína.

linguagem de programação para meninas Foto 3 Divulgação Ctrl+PlayDe acordo com Jonaína, para que as garotas se interessem pela área tecnológica é preciso deixar claro que a tecnologia é para todos. “O importante é assegurar que as meninas possam sonhar em serem cientistas, astronautas, engenheiras e o que bem entenderem. Para isso, é necessário que os pais diversifiquem ao máximo os brinquedos de suas filhas. Quebra-cabeças e videogames aguçam a curiosidade das crianças e auxiliam no desenvolvimento de habilidades de pensamento lógico e matemática. A família também pode apresentar exemplos de mulheres que fizeram ou fazem a diferença no mundo. Em qualquer área, quando a garota encontra uma referência, ela percebe que também é capaz de traçar uma trajetória”.linguagem de programação para meninas Foto 4 Divulgação Ctrl+PlayAproveite que o Natal está chegando, e dê presentes que incluam elementos ligados à programação e a robótica entre os presentes das meninas. Você pode estar contribuindo para a carreira de uma futura profissional da área de tecnologia. E tornando possível o sonho de uma garota!

Quem escreve? Luciana

Jornalista, Relações Públicas, Especialista em Gestão da Comunicação e Mestra em Análise do Discurso. Rpgista de longa data, trekker (Vida longa e próspera!) e whovian (Allons-y!)... Gosto da natureza, de literatura, HQs, cinema, séries de TV, rpg, board games, de música boa (rock and roll) e de nerdices em geral! Adoro preparar quitutes e receber os amigos. Insisto em ser feliz e sou altamente convivível! E amo o Leo - o maridão e personal-particular-chef!!!