O mistério de Peachette tem causado polêmica entre os fãs de Mario

cover_peachette

Senta que lá vem história.

A Nintendo soltou uma bomba durante a transmissão de seu Direct na última quarta-feira, que adicionou uma fascinante e perplexa camada ao nosso entendimento coletivo do universo expandido de Mario: ao colocar uma coroa dourada em sua cabeça, Toadette pode se transformar em Peach. Ou, mais especificamente, Peachette. E o que isso quer dizer? Peach foi uma Toad todo esse tempo? E qual é a dessa fascinação por chapéus nos últimos jogos de Mario?

O chocante lançamento de Peachette veio logo no início da apresentação da Nintendo, que anunciou que o novo Super Mario Bros U será adaptado para o Switch como “New Super Mario Bros U Deluxe”, o que deverá incluir também o “New Super Luigi U”. A empresa explicou que a portabilidade também incluirá alguns novos personagens jogáveis, incluindo Nabbit e Toadette. E então surgiu a revelação. Quando Toadette pega uma coroa dourada, ela se transforma em alguém (ou alguma coisa?) chamada Peachette. Uma forma humanoide com as habilidades tanto de flutuação quanto do pulo duplo. Ela também é lançada de volta para cima caso caia em um abismo.

Isso torna um pouco mais claro o pouco que já sabemos sobre o Reino dos Cogumelos. É claro que o reino já era um tanto confuso. Peach é humana, mas seu sobrenome é Toadstool (cogumelo). Ela é uma princesa de terra firme, mas todos seus súditos são Toads, pequenos cogumelos antropomórficos que adoram usar coletes. Muitos questionam, desde a origem da série Mario, o porquê destas pequenas criaturas terem escolhido uma humana como sua monarca. A introdução de Peachette causa o surgimento de novas teorias, sendo a principal a de que Peach era uma Toad que evoluiu devido ao uso da coroa dourada.

Desta sementinha, porém, brotou uma cornucópia de teorias conspiratórias bizarras de fãs. Uma thread começou com a ideia de que esse desenvolvimento estaria ligado às transformações induzidas por chapéus em Super Mario Odyssey. “Então Toads podem evoluir em humanos se utilizarem o chapéu correto? (…) Então é por isso que até Odyssey eles não sabiam sobre chapéus e Peach tem os escondido para prevenir que uma rival possa desafiá-la?”.

Outros fãs começaram a especular que talvez Toadette tenha sido Peach desde o início da história, já que elas nunca apareceram juntas (só em Mario Kart ou endings opcionais de Super Mario Run). E seria Rosalina secretamente uma Toad? Será que todos são? Ou seria apenas outra forma da Nintendo fazer Peach ser uma personagem jogável, uma vez que como sempre, ela tecnicamente passaria mais um jogo inteiro sequestrada pelo Bowser? Se ela for a Toadette, isso quer dizer que ela não foi de fato sequestrada. Seria então tudo uma farsa criada por Bowser para que Toadette pudesse viver em sua forma normal?

Nenhuma das teorias parece ter evidências reais, mas o debate é divertido. Se considerarmos a arte do guia de estratégia do jogo original de Super Mario Bros. no NES, a princesa Toadstool possuía tanto um cogumelo quanto uma coroa em sua cabeça. Pode ser que o artista apenas tenha sido bastante literal, mas existe a possibilidade de as personagens estarem realmente conectadas de alguma forma. Outra teoria dos fãs sugere que uma Toadette surja a cada cem anos, destinada a substituir Peach como rainha. A Nintendo nunca realmente explicou qual a diferença temporal entre os jogos da franquia.

Questionada pela Kotaku, a empresa não respondeu. Mas de qualquer forma, a verdade está aí e a fanbase está muitíssimo empolgada em encontrá-la.


Fonte: Kotaku

Quem escreve? Liao

Débora é musicista, pesquisadora e otaku (não fedida, prometo). 1/3 gamer, 100% sonserina. A alcunha de Liao veio de um site aleatório de geração de nomes japoneses (Liao é chinês, mas tudo bem).