Google promete revolucionar o mundo dos Smartphones com Projeto Ara

capa

Que tal saber um pouco mais sobre o projeto inovador da Google?

Eu estou cada vez mais feliz com a tecnologia que está sendo desenvolvida recentemente, sabe por quê? Porque os desenvolvedores de tais tecnologias estão cada vez mais preocupados com a sustentabilidade, com o meio-ambiente e com o lixo eletrônico causado pelas antigas “inovações”.

O lindo e utópico Projeto Ara foi desenvolvido pelo Grupo de Tecnologia e Projetos Avançados da Google e promete ser o futuro dos Smartphones e a salvação da humanidade (exagero) pela redução de lixo eletrônico crescente.

Image4

Projeto Ara by Google

O Projeto Ara  visa desenvolver uma plataforma de hardware aberta para a criação de smartphones altamente modular. A plataforma irá incluir um quadro estrutural que mantém módulos de smartphones de escolha do proprietário, como um monitor, teclado, uma bateria  e etc . Isso permitirá aos usuários trocar módulos com defeito ou atualizar módulos individuais com as inovações que emergirem, proporcionando ciclos de vida mais longos para o aparelho e, potencialmente, reduzir o lixo eletrônico.

Ficou em dúvida ainda? O vídeo apresenta bem o conceito do projeto:

Metas do projeto:

A Google diz que o telefone é projetado para ser usado por “seis bilhões de pessoas “, incluindo o bilhão de usuários de smartphones e os cinco bilhões de usuários de telefone fixo.Com o preço que a empresa estipulou para o smartphone pode ser bem fácil para chegar a essa meta.

A ideia do Projeto Ara  é dar liberdade para os fabricantes de hardware de telefone criarem seus módulos para que possa haver ” centenas de milhares de desenvolvedores “, consequentemente, qualquer um será capaz de construir um módulo sem a necessidade de uma licença ou de pagar alguma taxa.

O Smartphone 

Os Smartphones Ara são construídos utilizando módulos inseridos em quadros de metal Endoesqueléticos conhecidos como ” endos “. O quadro será o único componente no telefone que será feito pelo Google. Ele atua como a chave para a rede on-device que liga todos os módulos juntos. Haverá dois tamanhos disponíveis no início: O “mini” , um quadro sobre o tamanho de um Nokia 3310 e “medium”, sobre o tamanho de um LG Nexus 5. No futuro, um quadro de “grande” sobre o tamanho de um Samsung Galaxy Note 3 estará disponível.

Os módulos podem fornecer todos os recursos de smartphones comuns, tais como câmeras e alto-falantes, mas também podem fornecer recursos mais especializados, tais como dispositivos médicos, impressoras de recibos, ponteiros laser, projetores, sensores de visão noturna ou botões do controle do jogo.(*-*)

Cada slot no quadro aceitará qualquer módulo, desde que seja do tamanho correto. As fendas frontais são de várias alturas e ocupam toda a largura do quadro. Os slots traseiros vêm em tamanhos padrão de 1×1, 1×2 e 2×2. Os módulos podem ser trocados sem desligar o telefone. O quadro também inclui uma bateria backup pequena para trocar quando a bateria principal acabar.

Os módulos são fixados com ímãs electropermanentes  e os gabinetes deles são impressos em 3D, assim os clientes podem projetar seus próprios gabinetes individuais e substituí-los como quiserem.

Inicialmente, os Telefones Ara só aceitarão módulos oficiais pelo padrão, mas os usuários podem alterar as configurações do software para permitir os módulos não-oficiais. Tipo a forma como o Android lida com as instalações de aplicativos. 😀

maxresdefault

Módulos do Ara estarão disponível tanto nas lojas oficiais do Google como em qualquer outro tipo de loja. O preço estipulado inicialmente pela Google é de U$50,00 para que o Smartphone  possa ser economicamente acessível a todos.

Bom, se for esse preço mesmo a novidade vai ficar barata até pra nós brasileiros!

Quem escreve? Hegle

Estudante de letras que não gosta da Clarice Lispector, sofredora de Fobia Social e de Ansiedade Pré-Tudo que nas horas vagas faz umas coisinhas em um canal randômico no Youtube :D~