Global Game Jam: como fazer um jogo em 48 horas?

gggnova2-01-e1389979991115

Para quem não sabe, neste último final de semana rolou o Global Game Jam, um evento mundial onde diversos desenvolvedores desenvolvedores (programadores, ilustradores e músicos) se reúnem para criar um jogo em apenas 48 HORAS! D:
Sem dúvida, é um BELO desafio pra quem curte fazer games.

O evento acontece todos os anos e a cada edição é dado um tema diferente para o desenvolvimento do jogo. Neste ano, o tema apresentado aos participantes foi: “We don’t see things as they are, we see them as we are”. (Nós não vemos as coisas como elas são, mas sim como nós somos)
Baseado nesse tema, os participantes de todos os cantos do mundo deveriam elaborar o roteiro do seu game e desenvolvê-lo dentro das 48h da jam.
E para mostrar mais sobre como essa produção funciona, fui acompanhar um pouco da galera que se reuniu em Bauru (São Paulo) para participar dessa jam!

Olha a galera toda concentrada.

Olha a galera toda concentrada.

No total, 5 grupos se reuniram para desenvolver o jogo em um laboratório da UNESP (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”), entre eles designers e programadores. A galera ficou dormindo por lá de sexta-feira até domingo à tarde, quando seria a entrega do jogo. Tudo a base de MUITA pizza e café, claro!

Pizzas mil.

Pizzas mil.

O ÚLTIMO quibe.

O ÚLTIMO quibe.

O que "sobrou" dos salgadinhos.

O que “sobrou” dos salgadinhos.

MAS COMO FUNCIONA ESSA BAGAÇA, TAMIRYS?
Às 17h da sexta os grupos receberam o tema da jam e já começaram a se organizar para pensar em um roteiro para o game. Mas não é tão fácil quanto parece.
“48h pra fazer um jogo é muito pouco tempo. Mas é bem legal, é uma experiência ótima porque todo mundo está aqui pelo mesmo motivo. Todo mundo está se ajudando, não é uma competição. Além disso, o ambiente de manter a galera no mesmo local proporciona uma produtividade muito maior”, conta Gabriel Naro, estudante de Ciência da Computação e um dos participantes da jam. Seu grupo decidiu fazer um jogo com uma narrativa experimental, com uma pegada meio noir e um roteiro em que o jogador precisa assumir o papel de um detetive para acusar alguém de um assassinato, mas não existe uma resposta correta, já que todos os personagens tem motivos para matar. Ou seja: o jogo terá um final diferente para cada jogador.
“A ideia desse jogo foi a melhor forma que nós encontramos para exemplificar o tema da Global Game Jam”, explica ele.

Screenshot do game desenvolvido pelo grupo.

Screenshot do game desenvolvido pelo grupo.

Além desse grupo, haviam outros, como o do estudante de Design Leonardo Alvarez, que decidiu utilizar a imaginação de uma criança para criar o roteiro do jogo de sua equipe. “Foi uma associação que veio muito rápido quando descobrimos o tema da jam. Isso irá ambientar o jogador com facilidade no game, pois o roteiro conta a história de uma criança que acabou de se mudar para uma casa e ela tem medo desse lugar. O jogo tem uma pegada meio Fantástico Mundo de Bob”, conta Leonardo. A mecânica do game é que o jogador explore o cenário dentro dessa “imaginação” da personagem.

Alguns sketches do jogo.

Alguns sketches do jogo.

Mais sketches!

Mais sketches!

Quando perguntei aos grupos sobre a pressão do prazo de entrega de apenas 48h, a resposta foi unânime: “Ah, tem que dar tempo, né?” *RISOS NERVOSOS*
Mas a ideia principal do Global Game Jam não é competir e ver qual jogo é melhor ou quem termina o game primeiro. O objetivo do evento é propor uma experiência completamente nova aos desenvolvedores apaixonados por games que sempre tiveram vontade de criar um jogo (mas nunca tiveram oportunidade ou tempo para isso). O que vale é a experiência do grupo e a elaboração desse conteúdo. (mas claro: é inevitável rolar um nervosismo, né?:X)

Ficou curioso para conferir o resultado desse desafio? É só clicar abaixo para conferir cada um dos jogos desenvolvidos pelas equipes entrevistadas pelo Garotas Geeks. (:
Our Way
Ismalia’s New Home
Groundhog Day
Parallel

Quer saber mais sobre as equipes entrevistadas? É só clicar aqui!
Para ver todos os outros games desenvolvidos ao redor do mundo, é só acessar o site oficial do Global Game Jam e se divertir à vontade! \o\

Quem escreve? Tammy

Jornalista, pedreira, uma das fundadoras do Garotas Geeks e desbravadora de indie games. Muda a cor do cabelo 1 vez por mês, é a encarnação humana do Snorlax e faz cospobre de Pikachu nas horas vagas. Me encontre em qualquer lugar com o @tammynhoca :)