Dica de jogo: Construa e administre a sua cidade em Cities: Skylines

cities-skylines-cover

Seja o prefeito(a) da sua própria megalópole!

Se você é fã de SimCity, Cities: Skylines é uma boa pedida para quem curte jogos de simulação de cidade. O game foi lançado em 2015 pela desenvolvedora sueca Paradox Interactive. É preciso pensar bem antes de construir a sua megalópole! A seguir algumas dicas que você pode seguir para começar a sua cidade em Cities: Skylines.

Possibilidade de mapas

Possibilidade de mapas

Escolha o mapa da sua cidade. Cada mapa trará diferentes tipos de recursos naturais (petrolíferos, minerais, agrícolas, florestais e água) em maior ou menor número. É aconselhável jogar no modo pause enquanto você começa as primeiras construções da sua cidade. Primeiro você deve começar construindo uma estrada (sempre fique atento em como você irá posicioná-las no mapa), até porque o jogo obriga você a fazer isso mesmo. A partir daí, você pode começar a pensar em como será a sua cidade. Comece com algo pequeno para ir expandindo aos poucos. É possível nomear a sua cidade e mudar o nome sempre que quiser.

cities-skylines-cidade

O ideal é não deixar tantos espaços vazios para construção que nem eu fiz

Você precisa pensar onde ficará a sua coleta de água e esgoto. Para isso, você precisa ver para onde está fluindo o rio. Primeiro deve posicionar a coleta de água para depois vir o esgoto. Afinal, ninguém quer consumir água de esgoto. Em seguida, você posiciona onde será sua fonte de energia elétrica e as linhas de força. Tanto as linhas de força como os encanamentos de água precisam ficar perto das zonas residenciais, comerciais e industriais. Ao deixar uma linha de força perto de uma zona residencial, automaticamente todas as casas que tiverem ligação com ela receberão energia. Mantenha as zonas residenciais e industriais distantes – você pode manter as zonas comerciais e residencias próximas.

cities-skylines-estatisticas

Depois desses passos iniciais, você pode tirar o jogo do pause e ver sua cidade crescer aos poucos. Você também pode acelerar o processo utilizando três tipos de velocidade e pausar quando quiser. Conforme os dias forem passando, o número de habitantes irá aumentar, junto com suas necessidades. Suas construções evoluirão com o tempo proporcionando mais impostos pagos a você, prefeito(a) da cidade. Conforme o número de habitantes crescer, novas construções ficarão disponíveis, como escola, universidade, clínica médica, cemitério, crematório, brigada de incêndio, quartel de bombeiros, distrito policial, delegacia, aterro, etc. Esses tipos de construção custam dinheiro, tanto para construir, como para manter, e devem ser posicionadas em áreas estratégicas.

cities-skylines-economia

Você pode ver o número de habitantes, sua faixa etária (criança, adolescente, jovem adulto, adulto, idoso), aumentar impostos. No topo da tela, tem um passarinho (tipo o do Twitter) que mostra os elogios, comentários e reclamações dos cidadãos com direito a hashtag.

Dicas: Sempre expanda a sua cidade aos poucos para você não acabar ficando sem dinheiro. No começo, você terá mais gastos do que retorno financeiro, mas seja paciente que o dinheiro vem! Sempre que houver um problema a ser resolvido, coloque o game no pause para que os problemas não acabem se acumulando e você consiga resolver um de cada vez.

Cities: Skylines não é um jogo difícil e pode entreter por horas e horas, mas é preciso pensar em estratégias para a sua cidade. Quanto maior a cidade, mais gastos e problemas, por isso comece com o pé no chão e construa aos poucos a sua megalópole!

Assista ao trailer de Cities: Skylines aqui:

Onde comprar

Cities: Skylines está disponível para PC, Mac and Linux. Você pode adquirir na Nuuvem através deste link! E se usar o nosso cupom “GAROTASNANUUVEM”, ganha 10% de desconto <3

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.