Conheça “Bloodstained: Ritual of the night”, o sucessor espiritual de Castlevania!

Bloodstained-Top01

O projeto no Kickstarter está encerrado e finalmente podemos ter uma noção mais clara de todas as características inclusas no game até o momento, além de um pouquinho de gameplay. E aí, já conferiu a quantas anda o jogo?

Que a Konami anda fazendo coisas muito estranhas ultimamente não é novidade. Uma delas foi “perder” cabeças milionárias responsáveis por grandes títulos – vide a crise com Hideo Kojima e o cancelamento de Silent Hills. Pois bem, um desses grandes cérebros que saíram é ninguém mais ninguém menos que Koji Igarashi, o gênio por trás de Castlevania. E isso não poderia ter sido melhor para os fãs.
COMO MELHOR, CÊ TÁ LOUCA?

Calma que a explicação está aqui: após sua saída, Iga conseguiu se dedicar livremente ao que realmente gosta, e lançou a campanha no Kickstarter para seu novo jogo, fazendo os mais nostálgicos pirarem: Bloostained: Symphony Ritual of the night. Daí nos perguntamos “será que os fãs antigos de Castlevania continuam presos aos clássicos?”

HELL YEAH PODE APOSTAR!!! O projeto iniciou almejando U$ 500 doletas e bateu a meta NO PRIMEIRO DIA, fechando com chave de ouro ao passar a marca de U$ 5 MILHÕES e 545 mil com mais de 64 mil apoiadores. A intenção de Koji Igarashi era provar para as empresas que os fãs ainda desejam jogos do gênero. Acho que ficou bem claro depois disso, né?

Bloodstained-01

Trabalhando em conjunto com Inti Creates (a empresa de devs veteranos que saíram da Capcom, responsáveis pelo desenvolvimento de diversos Mega man e também do tão aguardado Mighty n.9), o jogo de ação e aventura side-scroller 2.5D de plataforma com elementos de RPG, horror gótico e focado em exploração (ufa!) voltou às suas raízes, idealizado em Bloodstained e protagonizado por uma mulher. YES!

(Obs: Sabemos que já houve outros Igavanias com minas – Shanoa, Maria, etc – mas mais game assim é sempre bom <3)

Bloodstained-02

O jogador assumirá o controle de Miriam, uma jovem marcada por uma maldição alquimista que lentamente cristaliza sua pele. Ela deverá atravessar o castelo repleto de demônios invocados por Gebel, seu velho amigo cujo corpo tornou-se mais cristal do que carne. Os cristais (vitrais) incorporados na pele dos personagens servem como fonte para invocação de poderes demoníacos, e permitirão que Miriam desfira golpes “sobrenaturais” contra os oponentes, como rajadas de correntes de energia, libertar espíritos comedores de almas ou só materializar uma cadeirinha mesmo, pra relaxar e recuperar o MP.

Bloodstained-03

Se passa na fictícia Inglaterra pelo fim de 1700s, quando estava iniciando a revolução industrial, período que serviu de inspiração para o seres misturados com máquinas presentes no jogo. Combinado a isso entra a principal referência na criação dos inimigos, retirada diretamente de “A chave menor de Salomão” (“Lesser Key of Solomon”), um grimório a.k.a bestiário do século XVII que contém descrições detalhadas de 72 demônios e as conjurações necessárias para obrigá-los a obedecer seu mestre.

Buer, o 10º demônio e Astaroth/Astarot, o 29º demônio

Buer, o 10º demônio e Astaroth/Astarot, o 29º demônio

Os inimigos irão “dropar” dinheiro e materiais que poderão ser combinados para fazer novos equipamentos (já me vejo HORAS só farmando itens em um futuro não tão distante).

“I’m interested in this”

“I’m interested in this”

Pelo primeiro vídeo de produção apresentado dá para ter idéia da movimentação e de alguns ataques. Se manterá firme na linha dos clássicos Castlevania 2D, com inimigos alinhados em um plano só esperando para serem destroçados pelo chicote ou espada da protagonista.

A animação de caminhada ainda é meio estranha (Iga já disse para consertar, então ok) e o cenário lembra muito a primeira área visitada no Symphony of the night.

Esse promete ser o maior castelo de Iga, e por conseqüência seu maior jogo. Já é garantido que o lugar estará recheado até a borda de segredos e easter eggs, contando também com familiares (“criaturas de estimação”) para te ajudar a acabar com aqueles inimigos absurdamente irritantes que só um Igavania legítimo consegue ter (medusa head feelings ARGH!).

What is a man?

What is a man?

A história irá girar em torno do triângulo amoroso destino de Miriam, Gebel e Johannes.

Miriam, jovem órfã e solitária, foi adotada por alquimistas quando era muito nova. Tornou-se vítima de experimentos e das maldições sombrias deles, permanecendo em coma por 10 anos enquanto maturava demônios nos “magi-cristais” (os vitrais) implantados de seu corpo. Gebel, seu amigo, teve a mesma sina como hospedeiro original, porém escolheu vingar-se, destruindo a guilda que o transformou e invocando dos infernos para a terra um castelo demoníaco – Gebel’s Castle, local onde o jogo se passa.
Por último  Johannes, o melhor amigo de Gebel e ex-membro da extinta guilda dos alquimistas, que não sabemos muito sobre até o momento. Aparentemente ele acompanhará Miriam em sua jornada, servindo como o segundo personagem controlável.

Miriam, Gebel e Johaness

Miriam, Gebel e Johaness

A música ficará a cargo de ninguém menos que  Michiru Yamane – compositora de um grande numero de trilhas de Castlevania – e Ippo Yamada – um dos compositores  e responsável por diversas musicas de Mega Man (e de outros títulos da Capcom também) – IMAGINA SÓ ESSES DOIS MONSTROS TRABALHANDO JUNTOS? E está confirmado também que a trilha será feita em orquestra. De quebra, Bloodstained terá músicas em 8-bits para uma área especial retrô (em 8-bits ou 16-bits) que será acessível por uma entrada secreta no castelo.

Alguns dos “tiers/recompensas” do financiamento coletivo do projeto envolviam ilustras oficiais de Ayami Kojima (ilustradora das artes oficiais de Castlevania) e Yoshitaka Amano (artista responsável pela arte de diversos Final Fantasy clássicos). Outras recompensas um pouco mais ~criativas~ garantiam certos elementos interessantes, como transformar os pets dos apoiadores mais rhycos (que apoiassem com mais de U$ 3,500) em demônios (HAHA), galeria de quadros no jogo com caricaturas de alguns apoiadores, e até mesmo um passeio com Iga pelo Japão estava em jogo por “míseros” U$ 10.000.

Bloodstained-12

Fica aqui a lista de todas as outras conquistas confirmadas:

* 3 personagens jogáveis;
* Local co-op e online co-op + versus mode;
* Artbook em capa dura;
* Dificuldade extra: pesadelo (nightmare);
* Cheat codes: para coisas bizarras acontecerem e mudarem o curso do game;
* Modos: Speed Run (testar suas habilidades e terminar o castelo o mais rápido possível), Boss Rush (enfrentar consecutivamente todos os chefes do jogo) e Classic (inimigos mais difíceis e o jogador no nível mais básico durante o jogo inteiro);
* Prequel mini game para todas as plataformas: um mini game 2D ao bom e velho estilo retrô que se passará logo antes de Miriam acordar do coma (vendido separadamente para quem não apoiou o projeto);
* Online multiplayer assíncrono: um esquema tipo Demon’s/Dark Souls para jogar online – você poderá ver a alma do seu amigo enfrentando um chefe e haverão caixões (ou algum outro objeto) onde alguém morreu pela ultima vez. O diferencial é que você poderá jogar com o char de seu amigo por um curto espaço de tempo (e o outro player ganha bônus);
* Roguelike Dungeon: Um castelo com áreas geradas proceduralmente (assim como em Rogue Legacy), ou seja, toda vez que você adentrar ao castelo nesse modo, ele nunca será igual;
* Boss Revenge Mode (ainda não explicado)
* Um chefe exclusivo para os apoiadores: o Iga (ok, agora deprimi por não conseguir apoiar).

WHAT

WHAT

Bloodstained terá falas em japonês e inglês e será traduzido para 6 linguas (inglês, japonês, alemão, francês, espanhol e italiano). Os dubladores David Hayter (Snaaaaaaaaaaaaaaaaaaaake) como a voz de Gebel, e Robbie Belgrade (Alucard) como uma aparição surpresa (Alucard!?) foram confirmados. Com isso a foderacidade do projeto já chega a mais de 8000! Vai ter cópia digital e disco físico para os que curtem deixar bonitinho na estante, e estará disponível para PS4, PC/Mac/Linux, XBOX ONE, Wii U e Vita, com lançamento previsto para 2017.

Capa do jogo. Prevejo muitos cosplays saindo daí (inclusive o meu HAHAHA)

Capa do jogo. Prevejo muitos cosplays saindo daí (inclusive o meu <3)

Alguns links úteis para acompanhar o desenvolvimento do jogo:
Facebook  – Twitter  – Tumblr  – YouTube 

E para encerrar, fiquem com Iga, the vampire Hunter!

Quem escreve? Bruna

Estudante de Design de games/moda/gráfico, aspirante a ilustradora nas horas vagas e artista “faz-tudo” em desenvolvimento de jogos, é louca por qualquer coisa de terror e não dispensa um bom filme trash asiático para rir. Sonysta assumida (deixando o PC muitas vezes com ciúme) e persistente como uma pedra, se negando a jogar no modo easy – quanto mais difícil o jogo, mais viciante!