As novas maravilhas do gameplay de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

bigboss_snake_phantompain_imgdestacada

Here comes a new challenger!

Olá a todos! Sou a Alice Monstrinho e irei atuar como segurança colaboradora das Garotas Geeks a partir de agora. Estarei elaborando principalmente assuntos ligados a videogames e rpg de mesa, cerca de 1D4 vezes por semana e espero fazer um ótimo trabalho! Adoraria ouvir um pouco sobre vocês e por favor, se possuírem qualquer sugestão de tema ou notícia para abordarmos, é só deixar um comentário que lerei com muita atenção 🙂 Agora vamos ao post!

Já estava roendo minhas unhas há muito tempo aguardando por mais informações e um trailer com o gameplay de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, o jogo mais recente da série aclamada da Konami. Sou muito fã da série e principalmente pelo Big Boss ser meu personagem preferido, estava sedenta para botar os olhos em um pouquinho de ação. Eis que cai do céu esse maravilhoso video mostrando a demo lançada na E3. Como a narração está em inglês, irei comentar um pouco sobre o é mostrado logo abaixo:

Coisa mais linda, hein! Achei os gráficos ingame bonitos demais, uma melhora muito grande das texturas, efeitos e partículas em comparação com o Playstation 3. Isso sem contar nas animações das cutscenes que estão super caprichadas.
Logo no início do video vemos algumas características interessantes no personagem principal, Snake (o Big Boss). Esteticamente, achei muito foda aquele monte de cicatrizes, mas achei a “chuquinha” meio caída… Acho que não combinou com a barba e tals.
Bem, agora a coisa legal é um braço mecânico que não teve bem uma explicação (quem jogou MGS4 vai entender uma coisa ou outra, mas nada lá muito claro). Outra coisa interessante é um, bem, chifre (?) no lado direito da cabeça. Lembrou bastante os plugs para terminações nervosas que os pilotos de Evangelion usavam, e despertou uma curiosidade sobre a real utilidade- se fosse pra pilotar EVAs ia virar o jogo do ano FASIL!11!!

Acompanhando o Big Boss vemos ninguém menos que… Revolver Ocelot. Ele está jovem, inteiro e sem o bigode e cabelão, uma baita diferença do Ocelot que estamos acostumados. Estou curiosa para saber o que ele vai fazer nesse jogo!

ocelot_comparacao_mgs_phantompain

Em The Phantom Pain você não está solitário, pois um belíssimo cavalo cagão te acompanha. Amo jogos com cavalos (alovose Zelda, Shadow of the Colossus, Read Dead Redemption e The Last of Us), mas nenhum outro jogo simula a linda trilha de bosta que os cavalos fazem, o que torna MGSV muito realista. Se não entendeu ainda, sim, seu cavalo CAGA. Vitória pura!

O video mostra várias melhorias e adições ao gameplay, como por exemplo uma nova opção de ação com os inimigos que caem no chão. Ao invés de apenas poder matá-los ou escondê-los, agora você pode contar com a ajuda do balão mágico, super fantástico, e enviar seus inimigos diretamente para sua Base Mãe. E não apenas inimigos! Por que não enviar veículos e bodes? Sim, bodes! A animação deles voando me lembrou muito o velho da ponte no final de Monty Python e o Cálice Sagrado, lembram?

bode_drone_phantompain

A Base Mãe é um recuso muito legal do jogo, que foi introduzido no Metal Gear Solid: Peace Walker, mas é aprimorado em Phantom Pain. Tudo que é enviado pelo balão mágico vem parar aqui, e além disso, agora é possível personalizar o tamanho e forma da sua base, escolhendo melhorias em artilharia, segurança e outras coisas. Além de servir como um depósito de inimigos e bodes, é possível pedir ajuda da Base Mãe durante o jogo, como ordenar que a artilharia bombardeie um certo local.
Outra coisa divertida é pedir para a Base enviar itens como a famosíssima caixa. Ela traz a pessoa amada em 2 minutos sua encomenda como um drone da Amazon, e inclusive pode-se pedir para o item cair logo acima da localização do inimigo, derrubando o pacote na cabeça dele (Snake deixaria o Pernalonga orgulhoso!). Dentro da caixa é possível levantar-se rapidamente para atirar nos inimigos ou ainda se “ejetar” por uma das laterais, pulando igual um maluco para caso alguém apareça. Parece eficiente.

snake_drone_amazon_phantompain

As condições climáticas mudam, facilitando ou dificultando sua entrada em alguns lugares. O legal é que o cenário está cheio de objetos, como uma dispensa de lixo que você entra e espera os guardas passarem. Se quiser dar uma de Serginho Malandro, Snake pode puxá-los para dentro do lugar e abatê-los por lá (safadinho esse rapaz), deixando o corpo já escondido.
Seu binóculo pode marcar alvos no mapa e traçar uma trajetória com pontos de interesse para que gente perdida que nem eu não fique andando em círculos no meio do mapa, atirando em todo galho que balançar achando que é inimigo. É possível esperar o turno dos guardas mudar para ter uma situação mais favorável. Como a espera seria demorada, você pode fumar um cachimbo da paz chamado Phantom Cigar, ele faz o tempo passar mais rápido.

snake_smiking_phantompain

E aí, também estão animados? O jogo ainda não tem data de lançamento, mas será disponível para PlayStation 3, Xbox 360, Playstation 4 e Xbox One. Aguardando ansiosamente aqui 😀

Quem escreve? Alice Monstrinho

Meia-orc bárbara de dia e Gangrel de noite, Alice divide seus turnos como fundadora e artista da empresa independente de jogos Rebel Hound e atiradora de Winchester. Protetora dos céus Russos em jogos de luta e explodidora de cabeças em FPSs, Alice gosta de demonstrar sua monstrice comendo como um animal d10+3 vezes por dia. Ah, e sua carteira é aquela onde está escrito "bad motherfucker".