Artes lindas de Sailor Moon e outras personagens – confira entrevista com o artista Leandro Franci!

Sailor-Moon-Leandro-Franci-2-destaque

E é uma ilustração mais linda que a outra!

O artista e motion designer brasileiro Leandro Franci é responsável por várias obras com personagens femininas no estilo cartoon, dentre elas Sailor Moon, X-Men, Hera Venenosa, Arlequina, Mulher Maravilha, Supergirl, Princesa Jujuba, Marceline, entre outras. Suas obras têm circulado na internet e chamou a nossa atenção. Entrevistamos Franci que nos contou um pouco sobre a sua trajetória de vida e suas inspirações para desenhar personagens femininas, além de dar dicas sobre como seguir carreira como artista.

Sailor Moon Leandro Franci 2

Garotas Geeks: Você pode contar um pouco sobre sua carreira como artista gráfico e motion designer?

Leandro Franci: Eu sempre desenhei, e desde que me lembro eu sabia que era isso que eu queria fazer. Mas durante a faculdade (eu sou formado em Design Gráfico pela Unesp) comecei a me interessar por animação e motion design, muito pela convivência com outras pessoas que estavam entrando nessa também. Na época, todo mundo queria fazer motion, animação era o que estava em alta, e como não havia muitos recursos na faculdade, todo mundo meio que se ajudava. Era um clima de aprendizado mútuo que foi bastante produtivo pra todo mundo que estava envolvido nisso, tanto que muitos dos profissionais que estão fazendo coisas legais pelo mercado hoje estudaram comigo. Depois de me formar, comecei a trabalhar com animação na videografia da Rede Bandeirantes de Televisão, fazendo vinhetas, material gráfico, etc. Aprendi bastante, mas comecei a me sentir muito limitado pelas condições ali. Um dia, um diretor e um dos donos de uma produtora chamada Dinamo Filmes, que não existe mais, acabou por ver uns trabalhos meus através de um amigo que trabalhava lá e me convidou pra fazer parte da equipe, como motion designer e diretor de arte. Fiquei alguns anos lá fazendo animação, ilustrando personagens e desenvolvendo key visuals para filmes que iam desde publicitários até cinema, aprendi muito sobre o mercado e conheci bastante gente muito massa. Apesar de ser um ótimo lugar, a pulguinha da estagnação veio me encher o saco de novo, e aliada as desgastantes horas de trabalho (quem trabalha com publicidade sabe que é frequente não ter hora pra ir pra casa), me fez tomar a decisão de sair e tentar a vida como freelancer. Deu bem certo, é o que tenho feito desde então, já faz sete anos. Já me meti em trabalho de todo tipo em audiovisual e ilustração. Hoje eu estou empenhado em parar com o motion design de vez e focar na ilustração. Desenho e pintura foram coisas que eu nunca parei de fazer, nunca parei de estudar, e nunca vou parar.

Sailor Mercury Leandro Franci

GG: Você faz muitos desenhos de personagens femininas como as Sailors e X-Men, por exemplo. Por que a preferência por desenhar mulheres?

LF: Acho que uma parte disso é pela zona de conforto, confesso. Eu tenho mais facilidade, sempre tive, em desenhar figuras femininas. Tem também o fato de que eu convivo com um monte de mulheres incríveis que são muito fodas em diversas áreas. A maioria das pessoas mais próximas de mim são mulheres, então acredito que muito do meu referencial de pessoas admiráveis é influenciado por isso, e isso talvez seja um fator pras minhas escolhas na hora de desenhar. Muito do que eu faço, querendo ou não, é feito levando em conta como essas pessoas que eu admiro vão interpretar aquilo também. Alguém pode argumentar que isso é um limitante pra produção artística, mas eu não vejo dessa maneira. Pra mim serve como um ponto conceitual a se mirar. Não sei se tenho sucesso nisso, mas é onde eu miro. Eu tento o tempo todo me afastar de algo que durante minha adolescência foi referência pra mim (e acredito que pra muitos artistas que cresceram naquela época também), que é a maneira como os quadrinhos americanos dos anos 90 retratavam as pessoas, e em especial mulheres. Muitos dos temas que eu faço hoje vêm de coisas que eu consumia naquela época (como Sailor Moon e X-men, hehe), porém sob a ótica que eu tenho hoje a respeito das coisas. Fico feliz quando mulheres gostam das mulheres que eu desenho, na minha cabeça é sinal de que estou no caminho certo.

Sailor Mars Leandro Franci

GG: Quais dicas você pode dar para quem quer desenhar personagens femininas e seguir carreira nessa área?

LF: Penso que um ponto importante é tentar se livrar do conceito idealizado de personagem feminina que criamos na cabeça ao longo de anos consumindo entretenimento que possui um viés x. É uma luta constante, porque é algo enraizado em nossas mentes. Vejo que muitos artistas, principalmente iniciantes, tem tendência a ilustrar personagens femininas a partir dessa idealização, a qual muitas vezes a pessoa nem percebe ou consegue identificar, e tem como resultado ilustrações rígidas, ou sem vida, ou mesmo ofensivas e de mau gosto. Isso é algo que eu identifiquei no meu próprio trabalho há anos e comecei a trabalhar minhas ilustrações na direção contrária a isso. Personagens ganham vida quando existem além das limitações que você impõe a eles baseadas nos seus desejos e idealizações. Outra coisa é observar as pessoas. Pessoas reais, que você vê na rua assim. Os gestos, como olham, como se mexem, como interagem, etc. As pessoas são extremamente diversas e têm uma infinidade de características que quando reproduzidas numa ilustração fazem a coisa parecer mais viva e mais crível para além dos estereótipos que temos na cabeça. Quanto à carreira, você tem que dar as caras, não tem outro jeito. Passar por cima da insegurança e jogar seu trabalho no mundo. Interagir com as pessoas, com outros profissionais, com quem gosta do seu trabalho, com quem faz questão de enfatizar que não gosta, e etc. Criar conexões. Acho importante também ter um foco. Claro que é legal e desejável se interessar por várias coisas diferentes, mas mirar numa direção pro seu trabalho que mantenha o conjunto todo conciso. O que não quer dizer fazer sempre a mesma coisa, mas sim direcionar o que quer que você faça pro caminho que você escolheu pra você. Por último, não pode parar de estudar e aprender. Assumir que você é bom o suficiente é um erro enorme que pode acabar com seu trabalho. Sempre vai ter algo pra ser aprendido e pra ser melhorado.

Sailor Jupiter Leandro Franci

Sailor Venus Leandro Franci

Hera Venenosa e Arlequina Leandro Franci

Marceline e Princesa Jujuba

Mulher Maravilha Leandro Franci 2

Supergirl Leandro Franci

Conheça mais obras de Leandro Franci no seu Instagram aqui ou na sua página do Facebook aqui.

Confira outras artes do ilustrador logo abaixo:

 

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.