É Ichiban Kasuga no Havaí!

Like a Dragon: Infinite Wealth foi um dos jogos de RPG mais aguardados do ano. Não só por ser mais um jogo da franquia e continuação de Like a Dragon, mas também pelos vídeos e informações divulgados antes do seu lançamento e com participações especiais de Danny Trejo com a voz de Dwight, líder dos Barracudas, e Daniel Dae Kim sendo a voz a Masataka Ebina.

O título é uma parceira entre Ryu Ga Gotoku e a Sega e traz de volta o Ichiban Kasuga, que desta vez, viaja para o Havaí em busca da sua mãe biológica. Além do já conhecido protagonista, o game traz de volta Kazuma Kiryu/Dragão de Dojima, que continua escondendo a sua identidade (que segue não sendo tão secreta assim), e personagens já conhecidos do jogo anterior como Koichi Adachi, Yu Nanba, Saeko Mudoka, Seonhee, Joongi Han e Tianyou Zhao. O game também aproveita para apresentar novos personagens como Eric Tomizawa, Chitose Fujinomiya, Eiji Mitamura, entre outros.

História

Ao saber que a sua mãe biológica ainda está viva, Ichiban Kasuga viaja para o Havaí para conhecê-la. O novo jogo se passa após os acontecimentos de Like a Dragon e Like a Dragon Gaiden: The Man Who Erased His Name. O jogo também foca em Kazuma Kiryu e seu diagnóstico de câncer terminal. Para quem nunca jogou nenhum game da série ou até mesmo os lançamentos mais recentes consegue conhecer os personagens e suas motivações através dos diálogos e flashbacks. O jogo intercala momento entre o Havaí e Japão focando em diferentes grupos de personagens e histórias interligadas.

Leia também: Review: Like a Dragon Gaiden: The Man Who Erased His Name, um jogo de ação e aventura que traz novamente o Dragão de Dojima como protagonista da franquia

Havaí

O RPG é tão vasto e tem tanta coisa para fazer que é até difícil saber por onde começar. Então, vamos começar pelo Havaí. Um novo e grande mapa foi criado para o Infinite Wealth e com diversos minigames clássicos (como pôquer, dardos, karaokê, arcade e muito mais) como é de praxe nos jogos da série. Somos apresentados a novas ocupações e à cultura havaiana. E também a uma das mais features mais aguardadas do jogo: a Ilha Dondoko.

Ilha Dondoko

É uma espécie de Animal Crossing, onde você precisa revitalizar uma ilha, lutar contra a empresa que polui o meio ambiente, trazer turistas de volta e ganhar dinheiro. Dondoko proporciona bastante vício diversão e você vai perder horas salvando a ilha, atendendo as necessidades dos visitantes e adquirindo todos os recursos. A ilha também é uma boa oportunidade para ganhar muito dinheiro para melhorar suas armas e equipamentos e rever personagens queridos do jogo na forma de visitantes. E ainda dá para decorar a sua ilha à vontade para atrair e satisfazer mais os visitantes.

Sujimon

Claramente inspirado em Pokémon, porém com homens bizarros no lugar de criaturas fofas. Presente desde o primeiro Like a Dragon, mas agora com melhorias do tipo lutar com outros treinadores de Sujimon, desafiar mestres e lutar em arenas. Você pode colecionar os seus Sujimon, subir de nível e evoluí-los no Ponto Suji. Existe também a possibilidade de capturá-los em seu “habitat natural” depois de uma batalha com presente como suborno e súplicas ou com tickets no Gacha de Sujimon. E tudo isso com direito a Sujidex.

Alohappy

É um lugar para você fazer turismo e se inspirar para aprender novas ocupações como Geodançarina, Pirodançarino, Aquanauta, Kunoichi, por exemplo. O local também possui um minigame de tirar fotos pela cidade de locais selecionados para ganhar armas e equipamentos. Também é no Alohappy onde você pode exclusivamente trocar de ocupação e skin. Ao trocar de ocupação você perder as suas habilidades especiais, mas pode aos poucos pode ir desbloqueando os slots através do aumento do vínculo de amizade para transferir os seus ataques favoritos para a nova profissão escolhida.

Antro Havaiano

É uma dungeon que demora um pouco para aparecer para os jogadores com três níveis e com a participação especial do Robô Michio (personagem bem frequente na franquia). A masmorra possui três setores em que são recomendados os níveis 18, 32 e 39. É um ótimo local para aumentar o nível e ganhar bastante dinheiro e robosdiscos (vulgo disquetes) para trocar por itens oferecidos por Michio. Existe também uma dungeon bem parecida com essa no Japão.

Além disso, ainda dá para nadar no mar e recolher lixo para trocar por itens; criar e aumentar o nível de suas armas nas Engrenagens da Julie; andar de bonde, participar do minigame Clique Suspeito e trocar por itens, e como um mapa tão grande nada melhor do que andar no seu personalizado Street Surfer, consiga um date do E-Romance, cumprimente pessoas na rua e alimente animais para aumentar os atributos de personalidade de Kasuga através do Aloha Link . O Disque-Ajuda pode ser utilizado novamente para dar aquela força durante as lutas e com novos personagens para atacar ou curar. A Escola Técnica de Ounabara tem uma filial havaiana para ajudar Kasuga a desenvolver a sua personalidade (estilo, paixão, bondade, confiança, carisma e intelecto). Participe da Entrega Doida e entregue fast food para os clientes esfomeados. Não cabe tudo o que pode ser feito no jogo nesse review, mas como pode vê não falta conteúdo em Like a Dragon: Infinite Wealth.

Like a Dragon: Infinite Wealth é um RPG old school de turno com algumas melhorias em relação ao jogo anterior. Agora é possível atacar inimigos mais distantes sem levar dano e seu ataque ser interrompido. Os golpes e ataques especiais vão variar conforme a ocupação que está sendo utilizada pelo personagem. Também ficou mais fácil os companheiros de equipe darem a assistência durante os golpes, mas isso vai depender do nível de amizade que pode ser aumentado através de conversa nos bares Revolve e Survive e ao dar presentes. Se a barra do símbolo do infinito estiver cheia é possível que os membros do grupo façam um ataque em conjunto com Kasuga ou até os quatro integrantes atacarem em conjunto.

Os níveis dos inimigos que você encontra no meio da rua estão divididos por cores: azul para inimigos fracos (inclusive pode usar o modo “Massacre” para derrotá-los mais rápido), vermelho para quem está mais ou menos no mesmo nível da sua party e rosa para quem está bem acima do seu nível.

Algo que pode atrapalhar o fluxo das lutas é se tiver algum objeto no caminho que não pode ser destruído pelo personagem, como árvores. Aí uma eternidade alguns segundo para que o personagem saia do caminho e execute o seu ataque. O número e a variedade de objetos que você pode interagir durante a luta e usar com arma aumentou e pode ser bastante útil para causa dano individual ou em um grupo de inimigos. Ao derrotar um grande número de inimigos você tem que esperar de terminar os nomes dos derrotados aparecer na tela para continuar a atacar. E nesta espera perde-se a oportunidade de atacar um inimigo que está no chão.

Assista ao trailer de Like a Dragon: Infinite Wealth:

Como eu havia falado no review de Like a Dragon Gaiden, as personagens femininas continuam sendo o ponto fraco dos jogos da série, que vão desde as vestimentas principais da maior parte das personagens principais com mini saia e salto para lutar (a exceção é Chitose de calça e tênis) ou simplesmente só elas terem as ocupações de Idol, Governanta e Rainha da Noite. Enquanto os personagens masculinos exclusivamente podem ter ocupações como Pistoleiro, Astro de Ação e Samurai, por exemplo. Desde Like a Dragon, Saeko usa uma bolsa para lutar na sua ocupação. O máximo de ocupação que pode ser “considerado sexualizada” por alguns é o Host, porém todas opções de skin para a luta são vestimentas que cobrem o corpo inteiro. E essa “sexualização masculina” seria nada mais nada menos do que falsa simetria. O jogo segue com os clássicos cabarés, porém no Havaí com mulheres no pole dance. Em Like a Dragon Gaiden usaram mulheres de verdade como hostess. Algo parecido ocorre no E-Romance. Fotos de corpos de mulheres e, principalmente, decotes estão disponíveis conforme as conversas avançam no chat com Kasuga. Além de tudo isso, todas as mulheres mais jovens do grupo demonstram algum interesse amoroso por Ichiban e Kazuma, que são personagens mais velhos.

Like a Dragon: Infinite Wealth é um jogo longo e lento. Lento no sentido de personagens e features serem apresentadas mesmo depois de muita horas de gameplay, como a Bucket List de Kazuma, ataque especiais e até a própria Ilha Dondoko, o que pode causar frustração para algumas pessoas e fazer a alegria de outras com novidades ainda sendo apresentadas ao longo do jogo.

Demora um tempo para destravar tudo no menu e rever (ou conhecer) alguns dos personagens que fizeram parte da franquia. Personagens são adicionados mais tarde no grupo também. Dependendo de quanto você subiu de nível a diferença é grande e isso não é compensado automaticamente pelo jogo. Acabei não utilizando dois desses personagens por ter mais de 15 níveis de diferença, já que eles entram com o level para a missão principal. Terminei o jogo ainda com uma grande diferença entre eles e o grupo principal. Confesso que fico dividida nessa apresentação tardia de conteúdo e que demora para desenvolver mais a narrativa e de continuar sendo apresentada a coisas novas no jogo. O game leva o Infinito do nome ao modo literal.

Como eu havia falado o jogo é uma grande despedida para a contribuição de Kazuma Kiryu/Dragão de Dojima na série Yakuza. Existe uma área do menu exclusiva para Parcerias de Vida e Recordações do Dragão, onde é possível rever ou conhecer amigos e adversários que fizeram parte da vida de Kazuma e o Despertar com o grande Dragão de Dojima recuperando as suas forças.

Para concluir, independente de ter jogado ou ou não os games anteriores, o Infinite Wealth é diversão garantida!

Like a Dragon: Infinite Wealth está disponível para PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X|S, Xbox One e PC.

A Sega cedeu uma key do jogo para análise.

Leia mais sobre games no GG!

Compartilhe: