Com 19 anos, algumas pessoas passam seu tempo coçando e jogando vídeo game (eu), e outras pensam em formas de ajudar o planeta a ser um lugar melhor (esse garoto, mito).

Se tem uma pessoa que vale a pena conhecer, é esse jovem holandês estudante de engenharia aeroespacial chamado Boyan Slat (ou Frodo disfarçado):

boyan slat 3

Ele uniu ambientalismo, empreendedorismo e tecnologia para lidar com questões globais de sustentabilidade, criando a Ocean Cleanup, uma tecnologia que é capaz de despoluir metade do Oceano Pacífico em 10 anos. O sistema é simplesmente brilhante: funciona como uma barreira flutuante que aproveita as correntes oceânicas para bloquear os resíduos encontrados no mar. A barreira foi capaz de coletar plásticos em até três metros de profundidade nos testes com um protótipo.

Agora, se você entende o básico de biologia marinha, deve estar se perguntando: “mas e se essa tecnologia, tentando tirar o lixo, acabar tirando outros fatores importantes para o Oceano, como zooplânctons, por exemplo?”. Não se preocupe, nos testes, o sistema recolheu pouca quantidade de zooplâncton.

boyan slat 1

Segundo o website oficial do projeto, a ideia veio quando Boyan estava fazendo mergulho na Grécia e ficou frustrado por encontrar mais lixo do que peixes no fundo do mar. Isso fez com que ele se perguntasse “Por que não podemos limpar isso?”. O mais legal é que 99% (ou mais) das pessoas apenas reclamariam, botariam a culpa no PT governo, responsabilizando qualquer pessoa que não fosse ela, chegariam em casa e esqueceriam do assunto. Mas ele não. Ele realmente usou um bocado de massa cinzenta para pensar numa solução, e aparentemente encontrou.

Vai ser muito difícil convencer todas as pessoas do mundo a lidar com seus lixos de forma responsável, mas uma coisa em que nós humanos somos bons é em inventar soluções técnicas para os nossos problemas. E é isso que estamos fazendo” diz Slat em seu site.

E o melhor: apesar de sua primeira apresentação da tecnologia, feita em uma TEDx da Holanda, não ter sido bem recebida, ele não desistiu. Boyan conseguiu juntar mais gente que acreditasse nele e em sua ideia e, liderando uma equipe de aproximadamente 100 pessoas, eles trabalham para provar a viabilidade do projeto.

No vídeo abaixo você pode ver mais sobre o Ocean Cleanup:

http://www.youtube.com/watch?v=6IjaZ2g-21E

Que tal ajudar?

O próximo passo do projeto é fazer um teste do sistema em larga escala, mas para isso Boyan precisa de dinheiro para investir. Por isso ele criou a página de financiamento coletivo www.theoceancleanup.com , é só clicar no link para saber mais detalhes sobre a teoria e como você pode ajudar. A meta é conseguir 2 milhões de dólares. Até o momento, já atingiram 33% desse valor.

Quer mais? Veja a apresentação do rapaz em que ele explica por que seu projeto é viável (com legendas em português):

Compartilhe: