Jéssica Anitelli mostra como a vida pode nos surpreender das formas mais incríveis!

No livro Em Sintonia, acompanhamos a história de Felipe, que está prestes a começar um novo ano letivo depois de passar longos meses fechado em casa, em razão da pandemia da Covid-19. É seu último ano no colégio, e ele tem certeza que será um desastre: sua mãe será a professora de matemática e seu pai será o coordenador pedagógico; seus melhores amigos estão apaixonados; seu maior inimigo está tentando prejudicá-lo a todo custo; as aulas de química continuam impossíveis de se entender, e o vestibular está a cada dia mais próximo; e Anita, a aluna nova, não vai com a sua cara.

Já avisamos de antemão que o livro contém loucuras do terceiro ano do ensino médio, sentimentos confusos, competição entre turmas, aulas de reforço e muita farinha no ventilador…

em sintonia

História

Felipe não vê a hora de reencontrar os amigos depois de longos meses trancado em casa por conta da pandemia da Covid-19, mas o grande problema é que o ano letivo dele tem tudo pra ser um desastre.

Pra começar, seus pais trabalham no colégio e vão estar por perto quase o tempo todo. Além disso, a relação entre as turmas, que já não era das melhores, está ainda mais tensa ― e o 3º A, liderado por Kevin, está determinado a pregar diversas peças na sala de Felipe para fazer os rivais passarem vergonha. Em meio a tudo isso, seu grupo de amigos precisa lidar com a pressão do vestibular e com os mais diversos dramas. E a cereja de bolo: a nova aluna, Anita, não vai nem um pouco com a cara de Felipe… Mas também, que diferença isso faz?

Quando as provas começam, Felipe não vê alternativa a não ser recorrer à monitoria de química, e é lá que se aproxima de Anita. Aos poucos, a conexão entre os dois vai crescendo, e não demora para o garoto se dar conta de que está se apaixonando pela primeira vez na vida. Só que Anita tem assuntos mal resolvidos no passado, e talvez este novo sentimento não seja o bastante para eles ficarem juntos…

Afinal, amor é suficiente? Descobrimos, às vezes, que é preciso estar em sintonia com o outro para que as coisas aconteçam!

Impressões

Este é um romance do tropo clássico inimigos virando namorados.

Felipe já tem um grupo consolidado de amigos, enquanto Anita, por ter começado agora numa nova escola, fica mais introvertida. No início, devido à diferença de comportamentos, há as clássicas farpas trocadas entre os protagonistas, mas que se desenvolve, de uma forma muito leve e natural, em uma amizade gostosa de se acompanhar. Porém, com o passar do tempo, a amizade foi se desenvolvendo em um sentimento amoroso, e o foco passa, então, a ser este relacionamento.

Inclusive, neste ponto, precisamos dizer que a construção dos personagens secundários também é bastante satisfatória, porque eles acabam servindo muito mais do que uma mera representação de pano de fundo para a trama principal, de modo que podemos acompanhar suas linhas paralelas.

A diagramação do texto é boa e a leitura é fluída – exceto por alguns detalhes excessivos em algumas cenas, que acabam retirando o foco da situação que está acontecendo ou prestes a acontecer.

O livro é nacional, e o primeiro de Jéssica Anitelli. Existem alguns diálogos com expressões um pouco fora do comum da normalidade de adolescentes, o que, a princípio, traz à tona um pouco de estranheza, mas a história se desenvolve muito bem com  o passar dos capítulos.

Vale a pena?

É muito gratificante ler livros de autores nacionais, especialmente voltados para o público adolescente, pois assim podemos sempre valorizar o que é produzido dentro do nosso país.

A história de Em Sintonia é bem levinha e ótima para passar o tempo!


Curtiu? Então leia também Dica de Leitura: Os sussurros

Compartilhe: