Não tem como amortecer o impacto desse k-drama 

Pousando no Amor (Crash Landing on You, no original) é um k-drama de 16 episódios da tvN, nos quais você vai se emocionar em pelo menos 14 deles. Além disso, se prepare para ver alguns rostinhos conhecidos: atores que trabalharam no filme Parasita (2019) fazem parte do elenco.

A história gira em torno de Yoon Se-Ri (Son Ye-jin, mesma rainha plena de Something in the Rain) uma empresária milionária e o Capitão Ri Jeong Hyeok (Hyun Bin) um militar norte coreano.

Em Pousando no Amor podemos observar uma mudança nos estereótipos dos doramas. Um ponto que vem acontecendo de forma gradual nos dramas asiáticos: a protagonista não é o “padrão” moça pobre. É rica, poderosa, capa de revista, segura de si e cheia dos affairs.

seri-pousando-no-amor

Logo de início Se-Ri vai parar de uma forma bem inusitada em uma área militar da Coreia do Norte. Lá ela dá de cara com um capitão de alta patente, Ri Jeong Hyeok. O clichê do homem salvador permanece, mas com algumas diferenças. A principal delas é a sensibilidade do protagonista masculino.

Capitão Ri dizendo coisas bonitas pro seu pezinho de tomate (imagem via Pinterest)
Capitão Ri dizendo coisas bonitas pro seu pezinho de tomate (imagem via Pinterest)

O crescimento da Se-Ri é primoroso. A moça rica está completamente desamparada na Coreia do Norte, mas é uma diplomata: aprende a cuidar muito bem das suas relações e das pessoas que vão ajudando-a, tal qual a mulher de negócios que é. Não é à toa que os personagens secundários vão crescendo também: Se-Ri cria verdadeiros laços vai se adaptando às novas condições temporárias de sua vida.

Squad feminino Coreia do Norte (Imagem via Pinterest)
Squad feminino Coreia do Norte (Imagem via Pinterest)

 

Um pouco sobre a Coreia do Norte

Para aproximar o expectador do que é a fechada Coreia do Norte os artifícios foram vários: mostraram a vida simples em vilas, o precário abastecimento de energia elétrica e a falta de geladeiras – como lá acontecem muitos apagões, o eletrodoméstico é dispensável. Um pouco caricato até. 

Além desses pontos, o figurino norte coreano é diferente do sul coreano. Enquanto um tem roupas mais conservadoras, penteados que remetem aos anos 70 e tons sóbrios, a moda sul coreana é retratada de outra forma: moderna, com saias curtas, cores vivas, cabelos livres e muitos casacos luxuosos.

Se-Ri nas suas versões Coreia do Sul, Suíça e Coreia do Norte
Se-Ri nas suas versões Coreia do Sul, Suíça e Coreia do Norte

Durante o drama várias são as referências sobre o efeito da política norte coreana e nossa protagonista usa isso de uma forma bem humorada: faz promessas dizendo que pagará quando os países se unificarem. Piadas sobre o capitalismo são feitas num tom que garante boas risadas.

Vilão e família detestável

Oh Man-Seok como Jo Cheol Kang (Imagem via Pinterest)
Oh Man-Seok como Jo Cheol Kang (Imagem via Pinterest)

O ingrediente família com integrantes detestáveis é comum nos doramas. No caso da família de Se-Ri, a questão se amplia com a união entre alguns familiares ambiciosos e um dos militares poderosos e cheios de conexões na Coreia do Norte, Jo Cheol Kang (Oh Man-Seok). Guardem o nome dele. Dizem que quanto mais raiva você sente de um vilão mais excelente foi a atuação dele. Então, minhas amigas, Oh Man-Seok está espetacular.

A sensibilidade de um amor maduro

É diferente quando os protagonistas não são tão jovens. Suas atitudes são mais trabalhadas no enredo, as motivações vão se mostrando primeiro. No caso do “nosso casal”, ambos já viveram bastante coisa. Fica clara a química, mas vários passos são dados antes. E cada um desses passos são de derreter o coração de qualquer um. Poderia falar bastante, mas quero que vocês vivam isso sozinhas. Então guardem na memória: 

Ah, minha filha. Só quem viveu sabe. Ilustração da @dabian_chaoren (Imagem via Instagram)
Ah, minha filha. Só quem viveu sabe. Ilustração da @dabian_chaoren (Imagem via Instagram)

O Capitão, um homem que largou o grande sonho da sua vida para se tornar militar, é um cara justo, cuidadoso com todos ao seu redor, sensível e que não sorri. O gelo não é quebrado apenas por Se-Ri, mas também pelos soldados de elite que estão sob sua responsabilidade. O que acontece? Eles claramente se tornam uma família a partir do momento que Se-Ri se junta ao grupo, e o desenvolvimento dessa relação junto ao empenho em tentarem enviar Se-Ri de volta à Coreia do Sul é lindo de se ver.

QUE SQUAD, MEUS AMIGOS! (Imagem via Pinterest)
QUE SQUAD, MEUS AMIGOS! (Imagem via Pinterest)

Quando você se apega a muitos personagens

Tem personagem secundário que merecia drama só para ele. Nosso squad militar, que time! As mulheres da vila militar: perfeitas, unidas e engraçadas. Os dramas recentes estão dando algumas pitadas de sororidade entre as mulheres e nós agradecemos.

Shippar casal secundário também é preciso. So Dan (vivida pela maravilhosa Seo Ji-hye) e Alberto Gu (Kim Jung-hyun) são um ótimo exemplo: a gente só quer que essas barreiras também sejam logo quebradas e vocês se entreguem. Seria pedir muito? Nesse caso, sim. 

Seo Ji-hye e Kim Jung-hyun em Pousando no Amor

Tomadas na Suíça e na Mongólia

Capitão Ri toca piano na Suíça Pousando no Amor
Capitão Ri “lançando uma braba” na Suíça (Imagem via Pinterest)

E temos paisagens estonteantes, sim! Cenas gravadas na Suíça e na Mongólia além de claro, na Coreia do Sul dão um tempero ainda mais romântico ao dorama. A fotografia impecável deixa não só o elenco, mas também os cenários ainda mais bonitos. A Mongólia e Coreia do Sul unidas a efeitos 3D ajudaram a recriar como seria a Coreia do Norte.

Que química!

So Ye-Jin e Hyun Bin entre as gravações de Pousando no Amor

A química entre os atores é tão grande que eles tiveram que desmentir boatos sobre estarem namorando. Não é para menos, é impossível não shippar esse casal. No meu próprio universo paralelo eles estão juntos na famosa Ilha de Jeju.

Eu vou parar por aqui, senão passaria um mês falando desse dorama. Não é à toa que se tornou o drama da tvN de maior audiência e o terceiro drama coreano com a melhor audiência da história da televisão a cabo coreana.

Pousando no Amor está disponível na Netflix.

Compartilhe: