Tilt Brush: a ferramenta do Google que permite fazer pinturas em realidade virtual

Tilt_Brush_destaque

O Tilt Brush traz uma forma inovadora e artística de interagir com realidade virtual

Quem achava que realidade virtual era algo que só tinha função no universo dos games se enganou! O Tilt Brush, novo app da Google, é totalmente voltado para arte, permitindo a criação de lindas pinturas em 3D e apresentando uma nova forma de utilizar essa tecnologia. A ferramenta vem gratuitamente para aqueles que comprarem o recém-lançado visor Vive, da HCT.

Tilt Brush

Tilt Brush

Funciona assim: você coloca o visor e, com os controles do Vive, é possível escolher cores e pincéis e criar artes detalhadas à sua volta. Sim, você pode começar uma pincelada de um lado do corpo, continuar com um arco por cima da cabeça e terminar do outro lado! Quem experimentou diz que os controles são bem simples, intuitivos e ainda ajudam a se ambientar na realidade virtual.

Para artistas de diversas áreas, a nova ferramenta é um grande progresso. Artistas gráficos, ilustradores, designers de produto e embalagens, arquitetos, estilistas e outros só ganham com a viabilidade de criar com uma visão tridimensional.

Também é ótimo ver que há preocupação em explorar novas possibilidades além de jogos. Isso traz coisas diferentes ao público, o que é sempre bom, e atrai o pessoal que não é gamer e não tem a experiência nesse tipo de imersão, mas tem interesse em conhecer a tecnologia. Afinal, realidade virtual é algo inegavelmente intrigante que deve ter zilhões de aplicações práticas que ainda não descobrimos.

O Tilt Brush foi adquirido pela Google por meio da compra da companhia Skillman & Hackett, em 2015. Por ter tido maior exposição ao público e à imprensa e estar muito acessível, superou em popularidade programas como Oculus’s Quill e Medium, que seguem a mesma linha, e ficou conhecido como uma das melhores aplicações introdutórias à realidade virtual.

Curioso é saber que utilizar o espaço físico para fazer pinturas não era o objetivo inicial no desenvolvimento da ferramenta. Patrick Hackett, um dos criadores, explicou que as primeiras versões do Tilt Brush permitiam arte apenas em duas dimensões. No entanto, enquanto trabalhavam num protótipo de xadrez para realidade virtual, começaram a pintar as peças no ar, fazendo essa descoberta acidental.

No vídeo abaixo, é possível ver artistas convidados pelo Instituto Cultural da Google, em Paris, utilizando o programa e dando sua opinião:

Quem escreve? Amy

Ahmí, Ámi, Âmi, Eimi. Paulistana, casada, chegando aos 30, nerd. Publicitária, artista, criadora de conteúdo. Já teve uns dez blogs, conta em todas as redes sociais e não cansa desse tal mundo digital. Viciada em ficção e em todos os seus formatos - cinema, TV, HQ, livros, games. Fala pouco e sonha muito.