Stephen King seleciona 5 de seus filmes de terror preferidos para evento “King on Screen”

Stephen-King-01

Pode ser uma boa dica para um final de semana nublado, ein?

Stephen King, um dos maiores escritores de horror/terror e sem dúvida uma das pessoas mais entendidas do assunto, selecionou 5 filmes para o evento “Stephen King on Screen”, do The British Film Institute.

Do primeiro dia de setembro ao dia 03 de outubro, em Southbank, serão exibidos filmes do grande escritor que foram adaptados para a televisão e para o cinema, como Conta Comigo (Stand by me), Carrie, O Iluminado (The Shining), entre outros.

O próprio King escolheu alguns de seus filmes preferidos de terror para que fossem passados no evento. Como, infelizmente, esse evento está longe de nossas realidades, deixo aqui a seleção de filmes do King como recomendação para nos divertirmos em um desses finais de semana nublados embaixo das cobertas.

A Noite do Demônio (Night of the Demon/Curse of the Demon – 1957)

Um professor americano chega a Londres para uma conferência de parapsicologia e acaba se encontrando investigando as misteriosas ações de um adorador do demônio, Julian Karswell.

Dirigido por Jacques Torneur, nas palavras de King: “Embora oldschool, eu adoro Night of the Demon de Jacques Torneur, uma adaptação maravilhosa da história de M.R. James, “Casting the Runes”. Torneur era discípulo de Val Lewton, o que significa que o horror aqui é bem discreto até o final”

curse-of-the-demon-01

A Aldeia dos Amaldiçoados (Village of the Damned – 1960)

Em Midwich, uma pacífica aldeia inglesa, crianças com cabelos loiros e olhos brilhantes demonstram ter poderes especiais e assustadores.

Dirigido por Wolf Rilla, em 1995 houve um remake do grande John Carpenter. Para King: “Sobre o tema do horror britânico (envolto em um arco de ficção científica) você não pode fazer muito melhor do que Village of the Damned, dirigido por Wolf Rilla e – como Night of the Demon – filmado em um bonito preto e branco. É uma adaptação de The Midwich Cuckoos, de John Wyndham, e George Sanders faz um trabalho estelar como o professor responsável por ensinar alguns alunos muito estranhos”

village-of-the-damned-01

Intermediário do Diabo (The Changelling – 1980)

Um homem isolado em uma mansão histórica se encontra perseguido por um espectro.

Foi dirigido por Peter Medak, e King diz que “Para o horror sobrenatural, eu gosto do filme de Peter Medak, The Changeling, estrelado por George C. Scott em talvez seu último grande papel. Não há monstros saindo do peito; apenas uma bola de criança saltando por um lance de escadas foi suficiente para me assustar à luz do dia”

the-changeling-01

A Morte Pede Carona (The Hitcher – 1986)

Um homem que escapa das garras de assassino a quem ele deu carona, porém é perseguido por ele de forma implacável.

Dirigido por Robert Harmon, teve um remake em 2007 dirigido por Dave Meyers. King considera que “The Hitcher é um filme de estrada aterrorizante e despojado. O que o diferencia, além de algumas acrobacias espetaculares, é a performance surpreendente de Rutger Hauer como o misterioso e homicida John Ryder. “De onde você veio?”, Pergunta o garoto aterrorizado que Ryder está perseguindo. “Disneyland”, Ryder sussurra de volta.”

the-hitcher-01

O Padrasto (The Stepfather – 1987)

Após matar a família inteira, um homem se casa novamente com uma viúva que já tem uma filha adolescente, e se prepara para fazer tudo novamente.

Foi dirigido por Joseph Ruben, o que King diz sobre o filme “Enquanto estamos falando de homens terríveis que vêm do nada, há o padrasto, com Terry O’Quinn como o psicótico assassino (mas encantador) que procura uma família para amá-lo. Há aquele momento clássico quando ele fica em branco e diz: “Saaay, quem sou eu desta vez?”, Antes de ameaçar sua esposa com um telefone.”

the-stepfather-01

Pra quem quer se aventurar nos filmes de terror britânicos ou antigos e não sabe por onde começar, ou simplesmente considera a palavra de King algo a ser levado à sério, essas recomendações são ótimas.

Quem escreve? Jessica Reinaldo

Graduada em história, levo uma vida baseada em referências de filmes dos anos 80 e 90. Escrevo e pesquiso sobre terror.