Serviço de streaming da Disney já tem nome e será mais barato que a Netflix

disney

É TRETA!

A Netflix mudou a forma como consumimos entretenimento e agora todos estão tentando surfar nessa onda, a fim de garantir seu futuro. A Disney é uma das maiores companhias de entretenimento no mundo e garante estar pronta para lançar sua própria plataforma de transmissão de conteúdo, como já comentamos anteriormente aqui no site.

Além de já contar com grande quantidade de material original, a empresa está desenvolvendo outros projetos, a fim de disponibilizar uma enorme biblioteca de filmes e séries de TV para os seus fãs. E não é só isso: a Disney deverá oferecer também os conteúdos adquiridos por meio de sua negociação com a Fox.

O CEO da Disney, Bob Iger, divulgou alguns detalhes sobre o serviço de streaming em entrevista à revista Variety, e chegou a afirmar que o serviço de streaming é a “maior prioridade da empresa no ano de 2019”.

Ele ainda tem utilizado o nome de Disney Play ao se referir ao serviço, mas esse nome pode vir a ser alterado até o lançamento, apesar de ter agradado ao público. De acordo com Iger, o serviço custará entre 8 e 14 dólares, valor este inferior ao da Netflix, atualmente. É claro que o valor de lançamento não é garantia de preços baixos, uma vez que as companhias tem o costume de elevar os preços, conforme o serviço se torna mais popular.

O CEO ainda afirmou que a empresa pretende “começar caminhando antes de começar a correr, em relação ao volume de material disponibilizado”. Apesar disso, a empresa já planeja trazer diversas séries de Star Wars que estão em desenvolvimento, reboots de “Querida, encolhi as crianças”, “Operação Cupido”, “A Dama e o Vagabundo”, “Muppets” e diversos outros.

A promessa da empresa é focar em qualidade sobre a quantidade, e também de não economizar em relação aos produtos já adquiridos pela empresa, de forma a atrair as bases de fãs já consolidadas.

O Disney Play tem lançamento previsto para 2019.


Fonte: GeekTyrant

Quem escreve? Liao

Débora é musicista, pesquisadora e otaku (não fedida, prometo). 1/3 gamer, 100% sonserina. A alcunha de Liao veio de um site aleatório de geração de nomes japoneses (Liao é chinês, mas tudo bem).