Seja um super herói no RPG Marvel Heroic Roleplaying

marvel heroic

Escolha seu personagem favorito e participe das principais aventuras das HQs.

Você acabou de ver Vingadores 2 – A Era de Ultron e ficou imaginando como seria participar daquelas aventuras? Daria tudo para ter poderes e fazer parte da nova formação deste supergrupo? Sempre quis estudar na Academia Charles Xavier para Jovens Super Dotados?MHRP capa

Pois você pode fazer parte do Universo Marvel e assumir o papel dos seus heróis preferidos no RPG Marvel Heroic Roleplaying – MHRP. Publicado pela editora norte-americana Margaret Weis Productions, sob licença da Marvel Comics. O jogo foi lançado no início de 2012 e usa o sistema de regras Cortex Plus.

Uma visão inovadora de RPG de super-heróis, Marvel Heroic Roleplaying se preocupa mais em criar histórias semelhantes com o que conhecemos nos quadrinhos, do que com as proezas que cada super ser consegue realizar. Se você curte o Universo Marvel, tem interesse em jogos de narrativa compartilhada ou procura uma nova experiência rpgística, você, com certeza, vai se divertir com este jogo.

O Livro

MHRP é um livro colorido lindão com 228 páginas. A publicação é dividida em três partes, cada uma delas com cor de borda de página diferente, para ajudar os jogadores a encontrem as informações mais rapidamente.MHRP Quarteto Fantástico

A primeira parte do livro é o Operations Manual (Manual de Operações). Nestas 125 páginas, são apresentadas as regras do jogo. Neste RPG, o mestre/narrador é chamado de Watcher (o Vigia, figura enigmática, que observa as muitas linhas de tempo do Universo Marvel e interfere de vez em quando, a mando do destino).

Na segunda parte da publicação, é introduzido o mini evento Breakout. É uma história introdutória baseada no arco Motim, de Brian Michael Bendis. Nesta missão, os novos Vingadores precisam se reunir para lidar com a fuga em massa de vilões de uma prisão conhecida como Balsa. Para quem quer começar a jogar Marvel Heroic Roleplaying, esta é uma boa opção de aventura introdutória.MHRP Demolidor

A terceira parte do livro traz os Heroes Data Files (Arquivos de Dados dos Heróis). São 23 personagens prontos para serem usados. Estão disponíveis a Viúva Negra, o Capitão América, o Demolidor, o Homem de Ferro, o Homem Aranha, Emma Frost, Colossus, Cíclope, Tempestade, Wolverine e o Quarteto : Tocha Humana, Mulher Invisível, Senhor Fantástico e o Coisa, entre outros heróis.

Os Heroes Data Files – ficha dos personagens – é dividida em duas páginas. Na primeira, estão as informações estatísticas, as representações numéricas do herói. Na segunda página, é detalhado o histórico, a personalidade e como estas características influenciam as ações do personagem, interferem na interação com o grupo e como o jogador pode interpretar cada herói.

A Ficha dos Personagens é composta por quatro características: Affiliations (afiliações), Distinctions (distinções), Power Sets (conjunto de poderes), Specialties ( especialidades) e Milestones (objetivos do herói). Homem Aranha Data File

As afiliações indicam como o personagem vai interagir com os outros participantes do jogo. Mostra se ele trabalha melhor sozinho, em dupla ou como parte de uma equipe. As distinções são traços de personalidade, elementos marcantes de cada herói. O conjunto de poderes, geralmente dois conjuntos. Cada poder traz características próprias, SFX (efeitos especiais) e os limites – o que pode acontecer quando o poder falha. As especialidades são as habilidades que cada personagem domina. E os milestones indicam os objetivos, o que cada herói precisa fazer para ganhar experiência – Pontos de XP – para aumentar o nível dos personagens. Cada personagem possui duas listas de milestones, e ainda pode trocar alguma delas por uma das listas dos eventos.

O sistema Cortex Plus

Marvel Heroic Roleplaying está mais para um RPG de HQ do que um jogo de super heróis como outros do gênero (você leu nossa coluna sobre BASH, né?). MHRP foi desenvolvido para ser rápido, fácil e muito flexível. O RPG foi especialmente elaborado para que os jogadores possam trocar de personagens entre as cenas de ação.

O MHRP utiliza sistema Cortex Plus. Para realizar as ações, são usados os dados d4, d6, d8, d10 e d12. O sucesso ou fracasso das ações é determinado por ações contestadas – isto é, rolagens de dados comparadas com outras rolagens de dados.Dados de rpg  d4, d6, d8, d10 e d12

Para montar a parada de dados, o jogador escolhe, e precisa justificar a escolha, entre as quatro características do personagem e/ou aspectos da cena. O limite dessas escolhas é o bom-senso do jogador e do mestre. Depois de rolar os dados, o jogador soma os dois maiores valores e compara com os números obtidos pelo alvo da ação. O terceiro maior valor indica o efeito, o grau de sucesso daquela ação. Se o valor alcançado pelo jogador for maior do que o do alvo, ele teve sucesso na ação.

Outros elementos importantes do Cortex Plus são os Plot Points (Pontos de Trama) e o Doom Pool (Poço do Destino). Os Plot Points podem ser usados pelos jogadores para aumentar um poder de ataque, um dano ou mesmo para adquirir novas habilidades, por exemplo. O Mestre controla o Doom Pool. Esta parada de dados começa em 2d6 e aumenta à medida que os jogadores tiram 1 nos dados. O Poço do Destino é utilizado para criar problemas para os personagens. O Mestre pode por exemplo, separar o grupo, reforçar um ataque ou até mesmo mudar a ordem da iniciativa.MHRP Dr. Doom

O que proporciona este aumento da quantidade de dados do Doom Pool são as “oportunidades”. Toda vez que alguém tira 1 no dado, o jogador ganha um Plot Point e o Mestre acrescenta um novo dado ao Poço do Destino.

Outro aspecto interessante de Marvel Heroic Roleplaying é a determinação da ordem da iniciativa. A partir da composição da cena ou no consenso do grupo, o Mestre define quem será o primeiro personagem a agir. A partir daí, é o jogador da rodada que escolhe quem será o próximo da iniciativa. E o último a jogar decide quem iniciará a próxima rodada. Mas antes que você pense “Oba, o inimigo sempre agirá por último!”, o Mestre pode (e DEVE) alterar a ordem da iniciativa utilizando o Doom Pool.

Em Marvel Heroic Roleplaying, a história é mais importante do que qualquer outra coisa, incluindo os personagens. O que determina o desenrolar do jogo é a descrição das ações e não as regras ou exceções delas. Essa abordagem divide a responsabilidade pelo andamento da aventura entre o mestre e os jogadores.MHRP X Men

Neste RPG, os jogadores podem (e devem) trocar de personagens ao longo de um evento ou entre um evento e outro. Quando acontece um evento de maior proporção, os jogadores podem até mesmo controlar vários personagens, escolhendo quando usar cada um deles. Além disso, o Cortex Plus incentiva a chamada evolução lateral, isto é, os heróis não ficam necessariamente mais fortes, eles podem ficar cada vez mais diferentes. Ou seja, os jogadores incentivados à interpretar de forma original seus personagens e até mesmo a fazer grandes alterações neles.

Marvel Heroic Roleplaying não dá muita importância ao equilíbrio. Os grupos de heróis podem incluir integrantes com níveis de poder muito diferentes, mas que tenham a mesma capacidade de afetar a narrativa. Os poderes são classificados como Enhanced (aprimorado) (d8), Superhuman (superhumano) (d10) e Godlike (divino) (d12). Cada um dos Eventos disponíveis no jogo traz a lista de heróis relacionados. Além disso, existem versões diferentes de cada herói para cada Evento.MHRP Homem Aranha

A jornada dos heróis Marvel nos RPGs

A primeira aparição dos heróis da Marvel nos RPGs aconteceu na década de 1980. Em parceria com a TSR (antiga editora do D&D), foi lançado em 1984 o RPG Marvel Super Heroes. O jogo usava um sistema que focava em níveis de poder. O jogo fez bastante sucesso e a editora lançou vários suplementos. Em 1986, o RPG recebeu uma revisão das regras e, em 1990, ganhou nova versão utilizando sistema SAGA – Marvel Super Heroes Adventure Game.

Em 2003, a própria Marvel lançou o jogo Marvel Universe Roleplaying Game. O RPG contou com dois suplementos: Guide to The X-Men e Guide to the Hulk & the Avengers. Apesar das boas vendas, a editora considerou que o jogo não alcançou às expectativas da empresa e cancelou a linha.

Em 2011, Margaret Weis Productions adquiriu a licença para produzir o jogo Marvel Heroic Roleplaying. O RPG conquistou os fãs e colecionou prêmios. Ganhou em 2012 o Ennie Awards (considerado o Oscar dos jogos) nas categorias Melhores Regras (Ouro) e Produto do Ano (Prata). No ano seguinte, venceu o Origin Awards como Melhor Roleplaying Game e Melhor Suplemento ou Aventura com “Marvel Heroic Roleplaying Civil War Essentials Edition Event Book”.MHRP Tempestade

Apesar do sucesso de público e de crítica, atualmente o jogo está fora de linha. A Casa das Ideias tem cifrão nos olhos. Renovar a licença com a Marvel ficou muito caro e a Margaret Weis Productions abandonou a produção do RPG no início de 2013. Mas não se desespere! Ainda é possível encontrar na Amazon o livro básico e alguns suplementos – Civil War, Civil War: X-men, Civil War: Young Avengers & Runaways e Annihilation.

Quem escreve? Luciana

Jornalista, Relações Públicas, Especialista em Gestão da Comunicação e Mestra em Análise do Discurso. Rpgista de longa data, trekker (Vida longa e próspera!) e whovian (Allons-y!)... Gosto da natureza, de literatura, HQs, cinema, séries de TV, rpg, board games, de música boa (rock and roll) e de nerdices em geral! Adoro preparar quitutes e receber os amigos. Insisto em ser feliz e sou altamente convivível! E amo o Leo - o maridão e personal-particular-chef!!!