“Puffs” é a peça de comédia de Harry Potter que prova que a Lufa-Lufa também é importante

peca-lufa-lufa-harry-potter-destaque

Se você já se sentiu menosprezado por ser um lufano, esse post é pra você!

Por muito tempo, a Lufa-Lufa foi desprezada, principalmente antes de descobrirem que Newt Scamander, protagonista de Animais Fantásticos e Onde Habitam é um lufano. Apesar de muitos alunos pertencentes a esta casa terem muito orgulho, já vi muita gente rejeitar o resultado de testes que indicavam a Lufa-Lufa como sua casa em Hogwarts. E a peça Puffs, or: Seven Increasingly Eventful Years at a Certain School of Magic & Magic – ou simplesmente Puffs – veio para lavar a alma de todos nós que já nos sentimos menosprezados, não apenas por ser da Lufa-Lufa, mas por sermos quem somos. Eu, infelizmente, não conseguirei ver a peça pois está passando em Nova York, mas vim traduzir a crítica que vi no Nerdist para todos que estão curiosos em saber mais sobre a história.

Puffs

A peça Puffs, or: Seven Increasingly Eventful Years at a Certain School of Magic & Magic está sendo apresentada no teatro Off-Broadway Elektra, localizado na 43rd Street em Manhattan, e a história se passa pelos mesmos 7 anos durante a estadia de Harry Potter em Hogwarts. As mesmas aventuras, mesmas calamidades, triunfos, desgraça, mas desta vez sob a vantagem de serem mostrados sob o ponto de vista de alunos da Lufa-Lufa (ou Hufflepuffs, daí o nome da peça). E, segundo Michael Arbeiter do Nerdist, os alunos mais lufanos dos lufanos que você pode imaginar.

peca-lufa-lufa-harry-potter-1

Nós acompanhamos de perto a vida de Wayne, que foi criado nos Estados Unidos. Ele é de boa natureza, meio desleixado e sem nenhum atributo físico ou intelectual excepcional, sua única e real aspiração é ser…. alguém. A natureza nebulosa de Wayne faz dele um ótimo substituto para Harry Potter, já que é bastante irreverente e tem aquele tipo de personalidade que não se leva a sério demais.

Puffs é tão engraçado que não se passa mais de um minuto sem dar uma risada, que podem surgir graças às chamadas “meta jokes” (piadas sobre piadas, ou “anti-humor”) e a ineptidão encantadora dos personagens. Muito do humor também vem do sarcástico narrador, uma interpretação enfadonha do Garoto que Sobreviveu, e do super estiloso Cedric Diggory.

peca-lufa-lufa-harry-potter-4

Ao lado de Wayne, temos seus companheiros Oliver, que poderia ser da Corvinal, se sua perspicácia acadêmia não fosse ofuscada pelo seu jeito desastrado, e Megan, que gostaria de ser da Sonserina, mas lhe falta aquele “instinto assassino” inerente aos sonserinos. Os três lufanos entregam seu coração à história muito mais do que você espera. Apesar de muitas brincadeiras e piadas auto-depreciativas, Puffs transmite uma mensagem que vai partir o coração de qualquer um que já tenha se sentido… bem, um ninguém.

peca-lufa-lufa-harry-potter-3

Michael ainda comenta que ficou surpreso com o tanto que ele riu, mas que ficou ainda mais surpreso com o tanto que se emocionou. Ao invés de optar pela mensagem muito utilizada em história do cara comum que ousa sonhar grande e acaba se transformando em outra pessoa, Puffs se mantém fiel ao ditado que todo lufano sabe, mas que precisa ser lembrado de vez em quando. Que não é sobre nos tornarmos quem não somos, mas sim aprender a gostarmos de nós mesmos.

peca-lufa-lufa-harry-potter-2

Para ler a matéria original, é só clicar aqui.

Quem escreve? Marina Formaglio

Jornalista, aspirante a escritora e invocadora nas horas vagas. O apelido "Feiurosa" é uma homenagem à sua alma gêmea canina, uma vira-latinha chamada Feiura, que já partiu, mas continua em seu coração <3 Contato no Facebook ou Twitter.