Profissional de Relações Públicas fala sobre a importância do marketing para os estúdios indies

guts jogo flux

E é mais importante do que você imagina!

Seu jogo indie está em desenvolvimento ou prestes a ser lançado, mas você não sabe como divulgar o seu game para o mundo? É aqui que entra o profissional na área de marketing para fazer o planejamento e pensar em estratégias voltadas para o seu público-alvo. Esse profissional pode ser formado nas áreas de jornalismo, publicidade, marketing ou relações públicas. Esse é o caso de Marcella Andrade, que trabalha na área de marketing e relações públicas da desenvolvedora paulista Flux Game Studio. Marcella contou para nós sobre a importância de um profissional especializado não só na divulgação do jogo, mas também da empresa. Além disso, ela também deu dicas para quem quer seguir carreira nessa área.

Marcella Andrade

Marcella Andrade

Garotas Geeks: Conta um pouco mais sobre a sua experiência na área de marketing digital para games.

Marcella Andrade: Minha primeira experiência com essa área foi na Flux e eu estou lá até hoje, então eu trabalho na área de marketing e relações públicas há pouco mais de um ano e meio, quase dois anos. Meu trabalho é focado em um produto, o GUTS, e na própria empresa, e isso faz com que eu tenha que trabalhar a comunicação e o marketing em cima de duas abordagens diferentes: uma é o que eu quero passar com o produto e outra é o que eu quero passar como empresa. Eu não trabalho só com marketing digital, mas também com o PR tradicional que é a assessoria de imprensa, por exemplo. Eu sou completamente apaixonada pela área de games e pra mim é muito bacana estar nesse meio sem estar trabalhando diretamente no desenvolvimento, que é algo que eu tenho zero aptidão! Hahahaha

 
GG: Qual a importância do marketing digital e como ele pode ajudar a divulgar o jogo de um estúdio indie? E qual a melhor maneira para uma desenvolvedora indie divulgar seu jogo?
MA: Eu diria que o marketing é extremamente importante e ele e o desenvolvimento devem caminhar juntos. Chega uma hora que o marketing passa a gerar demanda pro desenvolvimento, um exemplo é quando a narrativa de algum personagem precisa ser mais explorada, porque aquilo vai virar conteúdo pro marketing.  Eu sei que infelizmente muitos estúdios indie no Brasil não tem condições de ter alguém de marketing trabalhando full time, mas acredito que na grande maioria dos casos é necessário um esforço de comunicação para que o jogo se torne conhecido, para que exista uma comunidade em torno desse jogo e ele converta em vendas.
O marketing pode ser trabalhado de diversas formas e até mesmo sem budget, que é o que a gente chama de marketing de guerrilha digital. O marketing de guerrilha digital é, por exemplo, você ir diretamente no nicho que você quer atingir, chegar bem na humildade e trocar uma ideia com a galera que tem a ver com o seu jogo. Com o GUTS, por exemplo, a gente vai pro shoryuken e tenta fazer aqueles caras, que já gostam muito de jogos de luta, conhecerem o nosso jogo e se identificarem com ele. As redes sociais também são ótimas aliadas do marketing, conteúdo interessante tem potencial de alcançar muita gente!
Agora quando existe um budget a conversa já é outra e podemos trabalhar com muitas ações diferentes, fazer ads nas redes sociais, ações com youtubers (enviar care packages com coisinhas exclusivas do jogo como camiseta, squeeze, etc), divulgar o jogo em eventos e muitas outras coisas. Esses são só alguns exemplos de muitas outras ações que podem ser feitas no marketing digital, com ou sem budget.
GUTS 3
 
GG: Por que é importante que o estúdio tenha um profissional especializado em marketing?
MA: Eu gosto de dizer que um profissional especializado de marketing/comunicação em um estúdio consegue, além de trabalhar em todo o branding e divulgação do produto, fazer algo muito importante pelos desenvolvedores: deixá-los focados naquilo que eles fazem de melhor que é desenvolver!
Geralmente, quando esse profissional não existe em um estúdio, o time de desenvolvimento faz um esforço maior pra gerar conteúdo de marketing, alimentar mídias sociais e desenvolver ao mesmo tempo pode fazer com que o desenvolvimento atrase.
Além disso, mexer com ads, por exemplo, é muito complicado e quando alguém que não entende sobre isso tenta fazer pela primeira vez pode ter certeza que parte do budget será perdido nas tentativas de acertar uma campanha.
O profissional de marketing é alguém que estudou pra lidar com essa função da melhor forma possível e vai concentrar todos os seus esforços pra criar um planejamento que funcione para o jogo. Muitas vezes não basta o jogo ser lindo, inovador, sem bugs e divertido pra converter em vendas, é preciso um grande trabalho de marketing pra que ele chegue nas pessoas certas e elas se convençam a consumir o seu jogo.
GUTS
GG: Quais cases positivos e negativos você poderia dar de exemplo?
MA: Cases positivos de jogos indie:
Skullgirls sempre vai ser um que eu gosto muito, até porque é um jogo de luta, e um jogo de luta que faz sucesso. Várias vezes eu fui no canal de youtube do Skullgirls ver como eles mostravam os updates de desenvolvimento do jogo, como apresentavam os personagens e qual tipo de conteúdo eles publicavam e que o público gostava de ver e interagia.
– O Punch Planet também é um jogo de luta, mas ainda não é um case de sucesso (porque o jogo ainda não foi lançado), mas eles têm conteúdos muito interessantes no youtube e a comunidade é bem engajada, e gosto muito de como eles apresentam os novos personagens mostrando seus golpes especiais e combos, já usamos os conteúdos como referência também.
Cases negativos:
– Não tenho nenhum jogo específico que eu gostaria de citar, mas indico muito pesquisar os motivos que levam os jogos indie a falharem, esses sim são meus artigos favoritos. O marketing e desenvolvimento devem andar juntos, e a responsabilidade de fazer com que o projeto seja um case de sucesso é de ambas as partes, não apenas do marketing.
– Alguns exemplos de artigos/matérias e discussões que gosto de acompanhar: Gamasutra e Reddit.
GUTS_Concept
GG: Você poderia dar alguma dica para quem quer seguir carreira na área de Relações Públicas em uma empresa de games? 
MA: Estude (sério, não é papo de tia chata)!! Não digo só graduação, pós-graduação, etc, mas estudar cases de jogos indie ajuda MUITO!
A minha faculdade me deu uma base fantástica pra atuar como Relações Públicas, mas atualmente não existe uma graduação de Relações Públicas de Games Indie, então boa parte do que eu aprendi foi fora da faculdade também. Estudar cases de sucesso e de falhas de jogos indie é muito importante, você aprende coisas que deram certo e que você pode aplicar em outros projetos, coisas que jamais devem ser repetidas  e com isso você vai criando um know how e expandindo o seu conhecimento nessa área.
Ah, e network! Ir nos eventos de games, trocar ideia com o pessoal dos estúdios e entender as necessidades desse mercado também é fundamental pra saber qual pode ser o próximo passo que você deve dar.

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.