Primeiro personagem gay de Mortal Kombat é confirmado!

mortal-kombat-x-cover

Tá achando que bicha é bagunça?!

Depois de um grande lançamento, Mortal Kombat parece estar surpreendendo com mais essa notícia. Ao que tudo indica, há mesmo um personagem gay no novo jogo da série, o Mortal Kombat X, lançado na última terça-feira (14) e disponível para PS4, Xbox One, PC e iOS. O novo personagem é Kung Jin, descendente direto de Kung Lao que em uma cena do modo história, tem sua opção sexual supostamente revelada. Na cena, Raiden sugere a Kung Jin que ele se junte aos Shaolin, academia que seu antecessor Kung Lao fazia parte. Kung Jin por sua vez, replica dizendo “Eu não posso. Eles não vão aceitar…”. Raiden então pronuncia o seguinte, que seria a revelação sobre Kung Jin: “Eles só se importam com o que existe no seu coração. Não com quem seu coração deseja.” Assista o trecho abaixo, sem legendas.

E essa última frase de Raiden já foi o suficiente para que centenas de fãs começassem a repercutir sobre essa possibilidade. Depois de receber vários tweets de fãs questionando-o sobre o assunto, o diretor de sequências animadas de Mortal Kombat X, Dominic Ciancialo acabou confirmando via twitter, que sim, Kung Ji é homossexual.

“Eu vi que algumas pessoas sacaram a sutil exposição no flashback de Kung Jin. Estou feliz que temos fãs observadores”.

Muitos outros fãs são contra essas suposições, alegando que o “desejo” no coração de Kung Jin refere-se aos roubos que ele executa, pois trata-se de um personagem que é um ladrão. Mas Raiden em sua frase reveladora, claramente se refere a alguém quando pronuncia “quem”, e não a qualquer objeto de valor. Essa contra-suposição também pode ser quebrada pelo próprio Dominic que só se pronunciou no twitter após receber diversas mensagens de fãs afirmando que Kung Jin seria gay. Então, sim, temos um personagem gay em Mortal Kombat após 20 e tantos anos de lançamento!

Maaaas, uma notícias dessas com certeza geraria polêmica e não deu outra. Dei uma conferida em alguns sites que publicaram sobre essa revelação, para ver a reação das pessoas que comentavam e me deparei com muita gente falando muita besteira, em pleno 2015. É uma coisa totalmente absurda AINDA existir brecha para que blogueiros como nós aqui do Garotas Geeks, defendam a igualdade entre os gêneros e repudiem algumas atitudes como essas abaixo. Gente, sério, não estamos mais na Idade da Pedra, historicamente temos capacidade evolutiva de aceitar um amiguinho beijando a boca de outro amiguinho do mesmo sexo, sim ou não? Google Glass ta aí, vamos acordar pra vida né?!

Detalhe que Kung Jin é um personagem novo e tem gente dizendo que "nunca mais" vai jogar com ele. Ok.

Detalhe que Kung Jin é um personagem novo e tem gente dizendo que “nunca mais” vai jogar com ele. Ok.

Muito provavelmente a maior parte do público fã de Mortal Kombat é o masculino, e é errado atribuir a posição de machista para cada um deles, mas a maioria dos comentários negativos e preconceituosos partiram de gente do sexo masculino, dizendo que estragaram a franquia por causa de UM PERSONAGEM homossexual, o único em VINTE ANOS. O que os produtores de Mortal Kombat fizeram, foi simplesmente sair um pouco da caixa e incluir um personagem diferente para agregar diversidade à série.

Isso não mudou NADA em quesito nenhum do jogo, e não é possível que ainda existam pessoas que protestem contra um detalhe tão pequeno, que não deveria ser tão importante nem criar tanta polêmica. Ninguém quer forçar a barra, ninguém quer empurrar uma “ditatura” gay pra cima de ninguém. O que acontece é algo simplesmente natural, uma vez que homossexuais fazem parte da sociedade, quer você aceite isso ou não. Os video games trabalham a toda hora com elementos sociais, quer você aceite isso ou não [2]. Então qual o problema?

Por outro lado, também vi MUITA gente feliz pela novidade e pelo gesto de inclusão que os produtores tiveram, e pasmem: muitos homens e mulheres contentes pela iniciativa, o que nos prova que machismo, intolerância ou preconceito não é coisa de homem. É coisa de gente babaca.

Poderia dormir sem esse deboche outerspace

Poderia dormir sem esse deboche outerspace

A indústria de games marca mais um ponto com jogos que fazem a inclusão de um determinado grupo, e Mortal Kombat pode ser só o início para que esse assunto seja tratado com mais leveza e tolerância pelos gamers. O Garotas Geeks já publicou sobre outro jogo fabuloso que faz essa inclusão digital, mas neste caso, com pessoas que sofrem deficiência visual. Confira o post da Rany sobre o jogo A Blind Legend (para deficientes visuais) e veja o que acha!

Quem escreve? Morgana

Uma menina que vive em Avalon: um mundo de jogos, chocolate, feitiçarias, celtas, fadas, boardgames, vikings e tudo mais. Morgana sim, porque nome de bruxa dá XP dobrado na classe de prestígio.