Até hoje eu só escolhi personagens que eu gosto muito para escrever, mas considerando personagens de games, a de hoje é extremamente especial para mim é tipo TOP, TÓ-TOP, TÓ-TÓP, TOP NA BALADA #SuBombomfeelings. Vou contar um breve trecho da minha infância forever alone que eu tive. Sempre fui muito mais da turma do Street Fighter do que do Mortal Kombat, por nenhum motivo em especial, porque o destino quis assim, já que meu pai só comprou o game do Street Fighter para mim e para os meus irmãos e o Mortal Kombat eu só jogava em festa de buffet infantil ou na casa de alguém que tinha. Enfim, e eu SÓ jogava com a Chun-Li, e quando eu digo só, é só mesmo! Modéstia a parte, adquiri a grande habilidade de jogar com ela, me tornando quase invencível no Street Fighter hahah *me achando mode on*. E uma das coisas que mais marcou a minha infância sem amigos (porque eu tive a infância clichê de quase toda garota geek: eu era feia, tímida e aquela menina chata da sala metida a inteligente *me achando mode off, voltamos ao normal*), depois desse parênteses enorme, perdi até o assunto… bom, o que eu queria dizer é que nas festinhas de buffet que eu mencionei anteriormente era o único momento em que eu chamava atenção de uma maneira boa das outras crianças, principalmente dos meninos, porque eu ficava a noite inteira no vídeo game e ninguém conseguia me tirar (era o sistema de rodízio, quem perde sai), e eu lembro dos olhares de admiração e de ouvir alguns meninos falando “nossa, essa menina tá dando um coro em todo mundo, e ainda por cima com a Chun-Li”. Para ser bem sincera, dei umas escapadinhas e até joguei com outros algumas vezes, mas parecia que eu tava sendo algum tipo de traíra, depois de tantas vitórias que a Chun-Li me proporcionava.

Depois da introdução mais longa do universo, vamos à nossa Personagem da Semana: Chun-Li. Primeiro de tudo, a músiquinha para entrar no clima:

Vocês devem concordar que a música original não é assim.. “nooossa, que boa qualidade essa música tem”, então achei melhor deixar essa versão aqui:

Por que a Chun-Li é foda?

Para começar, ela é uma lutadora gostosa sexy! E com sexy não quero só dizer que ela tem todos os dentes mesmo depois de uma briga… mas ela é linda, o cabelo dela é lindo, a roupa dela é linda, e olha o tamanho das coxas! Fora isso, ela ainda é muito rápida, sua agilidade era sua principal característica nos primeiros games (depois eles a transformaram numa jogadora bastante técnica também), e isso prova que força física não é tudo, dando seus pulinhos pra lá e pra cá e usando seus chutes mais rápidos da galáxia (a.k.a. Lightning Kick ) ela é uma das melhores jogadoras já criadas (isso inclui os lutadores meninos). E além de tudo, ela foi uma das primeiras personagens jogáveis femininas, e a primeira lutadora que fizeram para um game estilo 1 contra 1, em Street Fighter II (1991). Antes dela só existiam as donzelas raptadas ou personagens enfeites de fundo. E ela se manteve como uma das mulheres de game mais populares até hoje.

A História

Chun-Li entrou nessa vida de lutadora de rua para vingar a morte de seu pai, que era um agente da polícia que desapareceu enquanto investigava o M. Bison (o que pode ser considerado o “chefão” do Street Fighter). Ela, que era uma agente da Interpol e por isso tinha vários contatos, conclui que Shadaloo (uma organização criminal) matou seu pai. Quando ela encontra o líder de Shadaloo, o próprio M. Bison, ela joga ele contra a parede e pergunta o que aconteceu com seu pai. Ao invés de responder, o cara a ataca e faz praticamente carne moída dela. Depois ele sai voando e rindo da cara dela. Mas ele não sabia com quem tava mexendo! Quase chorando, Chun-Li jura vingança e começa sua perseguição.

Curiosidade: no fim de Street Fighter II, o jogador pode escolherse Chun-Li voltará a sua vida comum ou se continuará sua carreira policial.

Não são só os Pokémons que evoluem

Chun-Li, com sua tanguinha azul e seus chifres de boi (como é chamado o penteado dela), também evoluiu de um game para outro. Olha só algumas das aparências que ela já teve :

Ataques Clássicos

Os principais ataques de Chun-Li, que são os que apareceram no primeiro game em que ela surgiu (Street Fighter II) e que permaneceram em todos os outros jogos são:



Kikouken (trás/direita/soco no SFII)


Lightning Kick (chute várias vezes rápido)


Spinning Bird Kick – ou como eu me referia a ele: “kiiiinfooorfi” (trás/direita/chute no SFII, não tentem isso em casa!)

Vídeos e Curiosidades

Na série American Dad no episódio Best Little Horror House in Langley Falls, a personagem Akiko se veste de Chun-Li para o Halloween (meu sonho de fantasia! interunesp me espere)

Peter Griffin the player – Chun-li aparece em 2’11”

Rola um boato pela internet que no episódio da série Sonic The Adventures of Knuckles and Hawk aparece uma mulher chinesa com o penteado “chifre de boi” que representa a Chun-Li (1’12”). Não sei quem deu essa informação, porque vendo o desenho realmente parece, mas também acho que poderia ser qualquer outra garotas chinesa com o mesmo penteado.

Não poderia faltar a cena clássica do anime em que Chun-Li tem uma das brigas mais polêmicas com Vega pela sua violência misturada com sensualidade (na versão japonesa original, ela aparece peladona totalmente nua):

Sobre os filmes eu não quero comentar, porque pra mim são um lixo #prontofalei.

Compartilhe: