Os principais jogos que não foram apresentados na E3 de 2018

CAPA

A E3 deste ano trouxe diversos anúncios empolgantes, tanto de jogos que parecem tão distantes que nossos netos talvez possam aproveitá-los um dia, como daqueles que nos empolgam imediatamente. Mas o evento acaba também sendo marcado pelas ausências, e é exatamente essas ausências que tentamos capturar. Esta lista inclui jogos que pareciam apostas certas para a conferência, mas que revelaram estar um pouco longe demais para que possamos sentir o gostinho.

Age of Empires 4
Age of Empires 4

Anunciado na Gamescom do ano passado, apenas com o nome de sua Desenvolvedora (Relic) e algumas artes conceituais, o jogo criou bastante expectativa. Todos nós gostaríamos de ver um teaser do jogo de estratégia esperado há anos. Ainda que fosse só um vídeo tosco de um monge, daqueles bem velhinhos, convertendo lentamente uma catapulta enquanto declama “WOLOLO”, já seria suficiente para nós.

Borderlands 3
Borderlands 3

Randy Pitchford, da Gearbox, já deu várias declarações sobre o futuro da saga Borderlands no passado. Desde que aquele jogo… Como é que chama mesmo…? Battleborn? Foi lançado há mais de dois anos, nós já esperávamos notícias sobre Borderlands 3. E talvez esse fosse o momento perfeito para esse anúncio, já que Destiny 2 divide opiniões desde seu lançamento. As pessoas anseiam por qualquer alternativa de jogo de tiro em co-op que permita a caça de armas com números melhores, mas talvez The Division 2 acabe tocando no mesmo ponto.

Qualquer imagem de um novo jogo de Star Wars (que não seja o Battlefront 2)
New footage of a Star Wars game

Apesar de termos recebido o sutil anúncio de um jogo de ação singleplayer, Jedi: Fallen Order de Vince Zampella, o jogo não causou nenhum impacto ao não mostrar qualquer imagem que pudesse mostrar a história. Após os problemas com Battlefront 2 no ano passado e do baixo público em Han Solo: Uma História Star Wars, a EA poderia ter evitado completamente Star Wars esse ano, mas não o fez. Com um pouco mais de Battlefront 2 e a possibilidade de controlar o General Grievous, a empresa não parece ter motivado os jogadores a reinstalar o jogo (ou comprá-lo novamente após o reembolso).

Titanfall 3
Titanfall 3

No final deste ano, Titanfall 2 completará dois anos desde seu lançamento, e o intervalo que o separa do original é de pouco mais de dois anos. Todos sabemos que o terceiro jogo da franquia está sendo produzido, uma vez que a EA tornou pública a informação ao adquirir a desenvolvedora, mas a distribuidora provavelmente está fazendo o seu melhor para evitar um conflito com Battlefield dessa vez. A ideia parece inteligente.

Final Fantasy VII Remake
Final Fantasy VII Remake

A Square Enix recebeu diversas críticas – ao menos pelo Twitter – pela curtíssima duração de sua conferência. Apesar disso, foi bom perceber que o foco foi em jogos que poderemos desfrutar em pouco tempo. Mas o remake de Final Fantasy VII, que foi anunciado há três anos, continua muito bem escondido do público. Talvez cheguemos ao 30º aniversário do jogo original antes de seu lançamento.

The Avengers: O Jogo
The Avengers game

Esse é outro projeto em estado similar ao anterior, mas talvez ainda seja cedo para a adaptação da Marvel feita pela Crystal Dynamics ser capaz de nos mostrar algo significante. Mas ainda assim, uma pergunta paira no ar: Square Enix, vocês conseguem trazer The Quiet Man mas não o Iron Man? A criação de jogos é um trabalho difícil e que pode levar anos, mas talvez na próxima vez que recebermos notícias desse jogo, nós já saibamos que fim levou Thanos e já tenhamos presenciado o Capitão e Buck viajando de mãos dadas em direção ao por do sol.

Seja qual for o jogo que o Rocksteady Studios está trabalhando
Rocksteady Studios

Falando em super-heróis, já faz alguns anos desde que ouvimos algo do estúdio sobre seus planos futuros. O último projeto foi Arkham VR, que saiu no final de 2016. Após, surgiram alguns rumores sobre eles estarem desenvolvendo um jogo do Superman, o que aparentemente não passou de especulação, mas seja o que for, talvez seja um bom candidato para a E3 do ano que vem. Em janeiro, o estúdio provocou os seguidores pelo twitter, indicando que estaria preparando algo grande. Mas até agora, sem novidades.

Fable

fable

No começo desse ano, surgiram diversas notícias apontando que o Estúdio Playground Games, recém adquirido pela Microsoft, estava começando a trabalhar em um novo jogo de mundo aberto no universo de Fable, originalmente criado pelo extinto estúdio Lionhead. Muitos estavam céticos quanto a uma aparição no palco da Microsoft, mas Phil Spencer, da Xbox pareceu se referir a ele enquanto anunciava que a companhia havia comprado a Playground.

“Não apenas a Playground Games vai continuar trabalhando em Forza Horizon, mas também levarão sua especialização em mundo aberto em um projeto inteiramente novo. Mal podemos esperar para compartilhar mais sobre isso no futuro.”, declarou durante o evento. Você só precisava falar a palavra Fable, Phil. A Microsoft já cometeu o erro de anunciar jogos cedo demais, de forma que é compreensível a sua cautela, especialmente se for um desenvolvimento que venha a levar anos.

System Shock 3

Todos sabemos que System Shock 3 estará no futuro da desenvolvedora Otherside Entertainment desde o ano de 2015, mas aparentemente todos os esforços do estúdio estão agora voltados para Underworld Ascendant no momento. Por hora, temos de nos contentar com o teaser abaixo, tocando em loop infinito, ou talvez quem saber jogar Prey por mais uma vez.

Splinter Cell
Splinter Cell

A aparição de Sam Fisher em Ghost Recon Wildlands parecia um prelúdio do retorno de Splinter Cell, especialmente após o vazamento de títulos do Wal-Mart ter apontado corretamente RAGE 2 e Just Cause 4. Apesar disso, não rolou e a conferência da Ubisoft foi uma das mais previsíveis, já que Assassin’s Creed Odyssey já havia vazado duas vezes antes mesmo do evento começar.

Skate 4
Skate 4

E a piada do ano na conferência da EA Play foi a falta de um novo jogo da franquia Skate. O jogo nunca foi lançado para PC – por mais que esse seja um sonho de todos nós – mas bem, se eles realmente fizerem um jogo, provavelmente estaria disponível na plataforma. Mas poxa EA, ainda nada?

***

E aí, sentiram falta de mais algum jogo na E3 desse ano?


Post traduzido da PCGamer.

Quem escreve? Liao

Débora é musicista, pesquisadora e otaku (não fedida, prometo). 1/3 gamer, 100% sonserina. A alcunha de Liao veio de um site aleatório de geração de nomes japoneses (Liao é chinês, mas tudo bem).