[GAMESCOM 2014] P.T.: a volta fenomenal de SILENT HILL por Hideo Kojima e Guillermo del Toro

gamescom-silent-hill-top

(Como uma de minhas franquias favoritas, nesse post será liberado o meu lado fangirl escondido fundo dentro de meu ser hahahaha! Já vou pedindo desculpas pela animação excessiva aqui, mas POXA, É SILENT HILL!)
Evite ver os vídeos se você tiver problemas cardíacos.

Aos que acompanharam ao vivo pela livestream (ou pessoalmente mesmo) a Gamescom nesta terça-feira, na conferência da Sony foi apresentado o trailer de “P.T.”, o que parecia ser um game novo desenvolvido pelo desconhecido estúdio 7780’s

P.T. (depois descoberta sigla para Playable Teaser), o primeiro teaser interativo já feito, foi disponibilizado gratuitamente para o PS4, livre a quem quisesse testar essa novidade completamente misteriosa e aterrorizante. A partir de um looping intenso dentro de uma casa, onde a hora não passa (marcando 23:59 cravado no relógio) é arquitetado o enigma, que inicia nos noticiando pelo rádio a história de um pai que matou sua esposa grávida, filho e filha com tiros de espingarda. Ao percorrer o corredor, gemidos e batidas ecoam, mudando cada vez que você atravessa a porta ao final, fazendo você retornar novamente ao inicio do mesmo corredor. Essas voltas parecem nunca acabar, até você perceber que é preciso desvendar um puzzle juntando certos objetos com os quais é possível interagir e unindo as partes perdidas de fotos e quadros para somente assim conseguir sair da casa sem ser atacado e morto again and again. E é ao sair que vem a grande surpresa que deixou os fãs do bom e velho suspense e terror em euforia

Quem tiver tempo livre, vale muito a pena ver inteiro os vídeos aqui com todos os segredos. Se você puder jogar, MELHOR AINDA – nem olha aqui e corre no PS4 pra baixar!
Obrigatório o uso de fones de ouvido para total imersão + calças limpas extras.

Imagine a junção de Hideo Kojima, criador de Metal Gear – uma das franquias com o enredo mais genial de todos os tempos, e Guillermo del Toro, diretor de filmes incríveis como o Labirinto do Fauno, Hellboy e Pacific Rim (“Círculo de fogo” no Brasil). Agora adicione Norman Reedus, ator do foderástico Daryl Dixon em The Walking Dead e você terá o novo Silent Hill. Parece bom? Demais? Incrível? SENSACIONAL? LEGENDARY?

BARAAAAALHO! MEUS SONHOS DE SILENT HILL VOLTAR A SER BOM SE REALIZARAM! (*chorando lágrimas de felicidade*)

Depois de ANOS esperando por um Silent Hill que voltasse a dar aquela sensação satisfatória e gratificante de jogar um bom Survivor Horror (sinceramente o clima de “sobrevivência” foi esquecido há muito, enterrado palmos fundo junto com o quarto game da franquia), finalmente conseguiram captar perfeitamente aquela atmosfera única que proporcionava a ansiedade intensa e nostálgica. SH Origins era bom, com certeza, mas sinto que foi mais um “vamos matar todos monstros com os objetos legais que encontrar no caminho” (como TV’s que o Travis achava por aí) do que qualquer outra coisa.

A premissa de Silent Hill era angustiar pela ansiedade, com barulhos arrepiantes descompassados e ambientes escuros, que até mesmo na ausência de inimigos te deixavam arrepiados até os ossos. Não sei vocês, mas nesse teaser senti voltar aquele espírito do suspense – os corredores longos, com barulhos atordoantes e luzes piscantes, o banheiro (local recorrente onde já aconteceram os melhores sustos) a escuridão sufocante e aquela sensação de estar andando em circulos (vide escadas e lago em SH2 e “Wish House” em SH4). Apesar do “Scary Jump” (sustos repentinos que literalmente te fazem pular) me senti acolhida pelo sentido de SH ali naquele ambiente

Soul Warriors

Acompanho há um bom tempo o Kojima no Twitter, e foi nessa hora que os pontos começaram a se ligar, confere só:

Dia 24 de julho Kojima encontrou-se com Guillermo del Toro e Norman Reedus em seu estúdio (Kojima Productions na Konami), até publicou fotos junto com eles.

gamescom-silent-hill-07

gamescom-silent-hill-08

No dia anterior encontrou-se com Nicolas Winding Refn (diretor de Drive – o filme que comentamos aqui no blog semana passada que serviu de inspiração para Hotline Miami), referindo-se a ele também como “um dos guerreiros de alma”, assim como comentou na foto tirada junto com os outros dois. Seria isso apenas coincidência ou realmente vão entrar mais alguns bons diretores de cinema na jogada?

gamescom-silent-hill-09

Além disso, tem um ciclo de interesses que parece estar se fechando aqui: Norman Reedus estreou no cinema em 1997 como ator no filme de terror “Mimic” (Mutação no Brasil) de Guillermo del Toro, este por sua vez é fã de robôs gigantes e dirigiu Pacific Rim, ao bom estilo Zone of the Enders e Metal Gear, especialidade de Hideo Kojima.

Rumores no final de 2013 já aconteciam: no IMDb (Internet Movie Database) foi adicionado ao perfil de Hideo Kojima a direção em Silent Hill 9

A super identidade secreta de Kojima: Joakim, seu “primo” sueco loiro desenvolvedor de jogos (HUE)

A super identidade secreta de Kojima: Joakim, seu “primo” sueco loiro desenvolvedor de jogos (HUE)

Aos que não sabem, Kojima é conhecido também pelo seu lado da “zuera sem limites”,
famoso por nos surpreender das formas mais inusitadas possíveis. Após o anuncio de que Metal Gear Solid 4 seria o último – o maior blefe que deixou os fãs de MG desamparados – Hideo volta disfarçado como Joakim (anagrama para Kojima), apresentando “The Phantom Pain”, o trailer de um jogo novo e incrivelmente lindo, na qual não mostravam o rosto do protagonista, somente de relance ao fim do vídeo junto com alguns detalhes pequenos que bastaram para concluir que seria o nosso novo e tão amado Metal Gear Solid V que viria por aí. Além disso, ele já mostrou apto a nos causar momentos extremos de tensão no jogo, ou até mesmo adicionar terror em certas partes (vide “batalha” contra Sorrow em MGS3), certamente dessa parceria sairão coisas muito boas.

Deduções

No fim do trailer nos deixam claro que o teaser não tem relação com o titulo principal, então podemos ignorar toda aquela história criada do pai que matou geral e voltar a especular sobre possibilidades infinitas.

Grande parte acredita que será um novo jogo, mas aí vão as minhas apostas (opinião pessoal) – ao que tudo indica, na verdade esse Silent HillS (sem número) será um remake de Silent Hill (o primeiro, também sem número). Ao fim do trailer ouvimos a música clássica característica de Silent Hillem específico da linha de história 1 e 3 (no 3 como Hometown), composta por Akira Yamaoka.

Tá certo que só isso não prova nada, mas outro aspecto idêntico ao Silent Hill 1 são as roupas usadas por Norman Reedus no trailer: tirando o capuz da blusa cinza (mesma cor), temos a jaqueta de couro marrom, os sapatos e a calça jeans que são IGUAIS as roupas de Harry Mason, protagonista de SH1. Acho que se fizessem um game novo ao menos tomariam o cuidado de não utilizar o mesmo figurino para personagens diferentes, não?

gamescom-silent-hill-11

Fora que Hideo Kojima está também planejando o remake de Metal Gear Solid 1 usando o poder Fox Enginesoftware que possibilitará todos aqueles gráficos absurdos e pesados de Metal Gear Solid V rodarem já em nosso PS3 – então vai ver entrou na onda e quis melhorar outros jogos da Konami junto, homenageando os 15 anos da série.

Adoraria poder voltar a cidadezinha ao lado do lago Toluca para andar pelas ruas destruídas e abandonadas na qual minha lembranças repousam, mas a idéia de um novo jogo também me anima. Infelizmente o trailer é tão pequeno que não conseguimos tirar mais conclusões, então agora só resta aguardar (roendo todas as unhas de ansiedade) por qualquer vestígio de novidade para o game.
Esse com certeza será o maior incentivo de muita gente para investir em um PS4 logo logo 😛

Quem escreve? Bruna

Estudante de Design de games/moda/gráfico, aspirante a ilustradora nas horas vagas e artista “faz-tudo” em desenvolvimento de jogos, é louca por qualquer coisa de terror e não dispensa um bom filme trash asiático para rir. Sonysta assumida (deixando o PC muitas vezes com ciúme) e persistente como uma pedra, se negando a jogar no modo easy – quanto mais difícil o jogo, mais viciante!