Fênix Negra é tão influenciado por Logan que o título original também não possui o “X-Men”

Sophie-Turner-as-Jean-Grey

No Brasil, estragaram um pouco a piada.

Apesar da tradução do português-br ter adicionado “X-Men” ao título do filme, mantendo a tradição dos filmes anteriores, o título original do filme é apenas “Dark Phoenix”. E a culpa é de quem? Wolverine, é claro.

O escritor e diretor de Fênix Negra, Simon Kinberg, afirmou na última semana que o filme foi tão influenciado por Logan, de James Mangold, que ele decidiu retirar o “X-Men” do título do filme. Ele afirmou também esperar que isso dê uma melhor ideia ao público de que o filme é sobre uma das mais icônicas histórias já contadas nos quadrinhos em todos os tempos.

“Eu quis chamá-lo de Fênix Negra, novamente, de uma forma muito similar ao que quisemos chamar Logan apenas de “Logan”, e não “X-Men: Logan”, para indicar que é um tipo diferente de filme, mais dirigido pela história de um personagem”, afirmou Kinberg. “E para mim e Hutch [Parker, produtor do filme], como pessoas que trabalharam em X-Men 3: O Confronto Final, que não teve a Fênix Negra no título, nós queríamos realmente indicar que essa é a história da Fênix Negra, e que ela é o centro da história. Ela é o ponto principal da história, tudo ao redor da história gira ao redor de Jean e da Fênix Negra, como sujeito do filme e não um objeto”.

Caso não se lembrem, X-Men 3: O Confronto Final, teve como centro da história a Fênix Negra, mas isso foi deixado de lado no título. Agora, o objetivo é dar o devido foco a personagem, ainda que isso deixe menos óbvio que se trata de uma história de X-Men. A fórmula já deu certo com Logan, e os atores e personagem deixaram isso mais do que claro.

X-Men: Fênix Negra tem previsão de lançamento para o dia 07 de junho de 2019.


Fonte: io9

Quem escreve? Liao

Débora é musicista, pesquisadora e otaku (não fedida, prometo). 1/3 gamer, 100% sonserina. A alcunha de Liao veio de um site aleatório de geração de nomes japoneses (Liao é chinês, mas tudo bem).