Eva Bot: a iniciativa social para auxílio de vítimas de violência doméstica

eva-bot-violencia-domestica

Vem ver este projeto incrível e ajudar a torná-lo realidade

Nesta edição do Global Legal Hackathon, iniciativa que busca fomentar inovação tecnológica no mundo jurídico, a participante Bruna Martins, em parceria com seus colegas*, criou um projeto buscando auxiliar vítimas de violência doméstica.

O projeto consiste em implementar uma plataforma de atendimento online automatizado, via WhatsApp, onde vítimas de violência doméstica ou terceiros possam solicitar informações e fazer denúncias com a possibilidade de colher provas, como áudios e vídeos de situações abusivas.

As mensagens, respondidas de forma automática, estarão vinculadas a um banco de dados supervisionados por uma plataforma colaborativa de profissionais especializados em atendimento e acolhimento de mulheres vítimas da violência em seus lares. O bot funciona 24h para recebimento de denúncias, esclarecimento de dúvidas e encaminhamento da vítima para apoiadores.

chatbot recebeu o nome de Eva (@evalluana)uma garota que lutou muito para sobreviver à violência e serviu de inspiração para milhares de mulheres.

View this post on Instagram

Agora que vocês já sabem um pouco sobre nossa iniciativa, vamos falar sobre ela: a inspiração para esse projeto, Eva Luana. Ela, a mulher-maravilha que veio a público expor sua própria história e vem desde então incentivando uma rede nacional de conscientização pela problemática da violência doméstica, uma guerreira que levantou uma bandeira que não pode mais ficar guardada. Nós precisamos falar sobre violência no lar, precisamos dar voz às mulheres que se sentem invisíveis. Eva, você tem a coragem que só uma super heroína da vida real poderia ter. Obrigada por dar voz à uma luta tão importante. Você movimentou as águas, garota. – talvez sem nem imaginar o tsunami que resultaria desse desabafo.

A post shared by Eva Bot (@bot.eva) on

Através de diversas pesquisas identificaram que apenas 33% dos casos de violência doméstica são formalmente denunciados no Brasil, e este projeto tem um potencial bem bacana para ajudar na melhora deste quadro. Mas, para isso, o projeto precisa de apoio no Catarse, onde você pode contribuir com pequenos valores e contribuir para a segurança de mais mulheres dentro do país 🙂

Lute como uma garota!

Confira mais informações no Instagram e apoie o projeto no Catarse 🙂


*O projeto contou com a participação de Sabrina de Andrade, Pamela Carlet, Rafaela Bueno, Patrícia Carlet, Vinicius Dal Magro, Odirlei Dias Frederico Hulbert. Parabéns pra essa galera incrível <3

Quem escreve? Mindy (Yasmim Alvarez)

Cosplayer e graduanda em Direito. Amante de World of Warcraft, invencível no Super SmashBros, Batman-lover e fã de carteirinha da Princesa Zelda. Queria ser a toda-poderosa Sailor Moon, mas se contenta em ser apenas uma princesa da Disney nas horas vagas