Entrevista com Cyber Rhino, os criadores de Gryphon Knight Epic!

gke_destacada

Tive a incrível oportunidade de entrevistar a galera da Cyber Rhino, uma empresa de desenvolvimento de jogos índia indie e testar o Gryphon Knight Epic! 😀

A equipe quase inteira apareceu para uma conversa descontraída e muito informativa para jogadores e desenvolvedores. Joe Junior, Daniel Kai e Sandro Tomasetti explicaram sobre a ideia da criação do jogo, a formação da equipe e o meio de trabalho. É interessante saber que inicialmente a equipe trabalhava apenas uma vez por semana juntos, mas conforme o projeto avançou fizeram economias, planos e agora trabalham todos os dias em tempo integral para o lançamento do Gryphon Knight Epic. Para ajudar o pessoal a não morrer de inanição, foi iniciada uma campanha no Kickstarter para apoiarem a Cyber Rhino, e já está em seus últimos dias. Você pode comprar o jogo por um preço promocional e ainda ganhar um monte de coisas legais aqui no site! Você também pode votar no Steam Greenlight para que a galera publique seu jogo na Steam bem aqui.

Confira abaixo nossa entrevista na íntegra 😀

Também tive a oportunidade de apanhar jogar e já estou viciada! Feito com um lindo pixel art, Gryphon Knight Epic possui uma ambientação medieval e uma jogabilidade que lembra uma mistura entre jogos de nave e Megaman. Essa combinação perfeita permite o jogador explorar 8 fases com chefões bem legais, até roubando a arma após derrotá-los, adquirindo novos poderes para o personagem principal, Sir Oliver. Cada chefão é bem diferente um do outro, e também existem minibosses. Os chefões também tem montarias super divertidas, com formações peculiarmente interessantes como um Elfo montado no Gorila.

You've come to the wrong forest, yo!

You’ve come to the wrong forest, Melon!

A mecânica de poder mudar a direção do personagem permite explorar novos locais escondidos na fase. E, claro, não ficar fadado a seeeeeeeempre andar pra frente. Dessa forma, você pode se vingar dos bichinhos que não conseguiu matar – é só virar de lado e sentar a flechada neles. Existem vários easter eggs e power ups especiais pra achar pela fase já que podemos finalmente explorar em jogo de nave o/

Direções novas pra ir :D

Direções novas pra ir :D

Também conversamos bastante sobre a campanha no Kickstarter, onde o Sandro explicou várias coisas a respeito do projeto. Fizemos um segundo video que pode ser visto abaixo:

Como explicado no video, existem várias recompensas super legais para quem ajudar comprando o jogo. Você pode atuar diretamente no jogo, desenvolvendo uma fase inteira, criando vilões e personagens, adquirir descontos, artbook, músicas e um monte de coisas legais. Minha preferida foi o irresistível bichinho de tricô exclusivo para a campanha do Áquila e Sir Oliver. É a coisa mais fofa!

 *_*

*_*

A meta no Kickstarter foi atingida, porém existem objetivos prolongados caso consigam certas quantias na arrecadação. Um deles é poder jogar em Co-op ou jogar com a Zafira, uma das vilãs do jogo. E por sinal um sincero parabéns à toda equipe por conseguirem criar personagens masculinos e femininos super fodas e sem nenhum tipo de apelo desnecessário. Ganharam o selo Monstrinho de aprovação 😀

O jogo será lançado para Windows, Mac e Linux e com um bônus perfeito pra gente descoordenada que nem eu: suporte para gamepad (controle) \o/
Confiram abaixo imagens do jogo e não esqueçam de apoiar as campanhas no Kickstarter, votar no Steam Greenlight e dar uma conferida na página do Facebook!

Quem escreve? Alice Monstrinho

Meia-orc bárbara de dia e Gangrel de noite, Alice divide seus turnos como fundadora e artista da empresa independente de jogos Rebel Hound e atiradora de Winchester. Protetora dos céus Russos em jogos de luta e explodidora de cabeças em FPSs, Alice gosta de demonstrar sua monstrice comendo como um animal d10+3 vezes por dia. Ah, e sua carteira é aquela onde está escrito "bad motherfucker".