Duo.tone – A encantadora e emocionante HQ de Vitor Cafaggi

DuoTone Destaque

Sabe quando a gente era criança e vivia aventuras incríveis no mundo da imaginação? Então…

Lembra o que a gente sentiu quando passou por mudanças (nova escola, nova cidade, nova casa)? Sabe aquele dia que parecia ser completamente igual aos outros e que terminou de forma inesperada e inesquecível? Duo.tone é sobre isso tudo.

duotone

O título Duo.tone, quer dizer “duas tonalidades”, “bicolor” e, ao mesmo tempo, faz referência às duas histórias fechadas e independentes que compõem a HQ escrita pelo quadrinista mineiro Vitor Cafaggi.

Na primeira história, conhecemos Tim. Criado num sítio, o menino está prestes a se mudar com sua família para a cidade grande. É um momento muito difícil na vida desse bichinho do mato. Acompanhamos as últimas aventuras de Tim com seus amigos e heróis imaginários, a melancolia, o medo e também a descoberta que esta mudança irá proporcionar para o nosso pequeno protagonista. Crescer parece ser mesmo assustador.

Tim e Rock GorillaA mudança é o plano de fundo dessa história bela, sensível e emocionante sobre o imaginário infantil. Mesclando imaginação e realidade durante a narrativa, o Vitor trabalha com camadas de profundidade, numa história leve, mas que é capaz de tocar os mais diferentes leitores.

O heróico e fantástico mundo criado por Tim parece trazer referências das tirinhas de Calvin e Haroldo. Já a afeição do garoto pelo sítio e pelo Senhor Lobo fazem lembrar Pedrinho e o Sítio do Pica-Pau Amarelo. Até mesmo as aventuras do nosso querido “cabeça de teia, o amigo da vizinhança” interagem com a jornada do garoto.

miolo

Na segunda história, acompanhamos Yoshio. O jovem sai de casa para encontrar com a namorada no cinema. No caminho, sua curiosidade o leva para uma aventura incrível com robôs e monstros gigantes! Bem-humorada e despretensiosa, a narrativa resgata esses elementos tão comuns das séries japonesas que acompanharam a nossa infância.

Se a emoção foi a principal característica da jornada de Tim, na aventura de Yoshio, o destaque é a narrativa gráfica. Só há falas nos três primeiros quadrinhos, que têm importante paralelo com o que acontece nos três últimos. A narrativa segue nos demais quadros de maneira harmônica e cadenciada. Os diálogos se tornam desnecessários, pois os desenhos já falam por si.duotone-2O silêncio, os detalhes e os elementos visuais, nas duas histórias, têm mais importância que os diálogos. Percebemos o sentimento de perda de Tim e a surpresa de Yoshio através das expressões faciais dos personagens.

Duo.tone é uma HQ linda, com duas histórias contadas com belos desenhos e um roteiro interessante. Neste bonito trabalho autoral, Vitor Cafaggi apresenta um mundo de cores intensas e vívidas e expressa os sentimentos mais íntimos em poucos quadros, de maneira leve e emocionante.

DuoTone - 02

As cores utilizadas em cada quadrinho, com uma bela paleta voltada para os tons pastéis, nos transmitem uma atmosfera de tranquilidade. A HQ tem quarenta e oito páginas e conta com caprichada impressão em papel Pólen Bold.

Gostou? Você pode comprar a versão digital de Duo.tone na loja virtual Mais Gibis por R$4,90. Mas se você é o tipo de pessoa que precisa (necessita, merece!) ter a HQ impressa, ainda restam alguns exemplares na Comix por R$15,00. Vale a pena, ler, e reler!

O irmão da Lu

vitor Foto Amanda Iargas

Vitor Cafaggi é mineiro de Belo Horizonte. Formado em Design Gráfico, desenvolveu peças gráficas, logomarcas, storyboards, layouts para sites, ilustrações para campanhas publicitárias e material didático. Atualmente, além de quadrinhista, é professor da Casa dos Quadrinhos – Escola Técnica de Artes Visuais.

Em 2008, criou em seu blog a webcomic Puny Parker, onde apresentou a imaginária infância de Peter Parker. Esse trabalho rendeu convites para as coletâneas ‘Pequenos Heróis‘ (Opa! Isso dá assunto para outro post!) e MSP 50 – Mauricio de Sousa Por 50 Artistas, onde Vitor fez uma história com o personagem Chico Bento.

vitor hq mix

No ano de 2010, o jornal O Globo convidou Vitor para criar uma série de tiras dominicais. Assim surgiu Valente, que é publicado até hoje. As desventuras do imaginativo e romântico personagem ganharam suas próprias páginas em 2011. ‘Valente Para Sempre’ (Já leu a resenha da Luiza?) e Duo.tone, renderam para Vitor o Troféu HQ Mix de 2012, na categoria Novo Talento (Roteirista). Em 2012, o quadrinista participou da coletânea ‘Fierro Brasil 2’ e ganhou novamente o Troféu HQ Mix, agora na categoria Publicação de Tiras, com ‘Valente Para Todas’.

E em 2013, em parceria com a irmã Lu Cafaggi, Vitor lançou a Graphic MSP ‘Laços’, uma releitura dos personagens da Turma da Mônica. Mas isso já é assunto para um próximo post…

vitor-e-lu

Quem escreve? Luciana

Jornalista, Relações Públicas, Especialista em Gestão da Comunicação e Mestra em Análise do Discurso. Rpgista de longa data, trekker (Vida longa e próspera!) e whovian (Allons-y!)... Gosto da natureza, de literatura, HQs, cinema, séries de TV, rpg, board games, de música boa (rock and roll) e de nerdices em geral! Adoro preparar quitutes e receber os amigos. Insisto em ser feliz e sou altamente convivível! E amo o Leo - o maridão e personal-particular-chef!!!