Dicas para criar e interpretar personagens em RPG – Parte 1

Personagem  3

Vamos brincar de criar personalidades!

Olá Senhores dos Dados,

Hoje eu vim falar com vocês sobre uma coisa que atormenta muitos de nós: criar e interpretar personagens.

É uma das primeiras coisas que fazemos, e são as escolhas desse momento que vão determinar quem nós vamos ser durante a campanha ou o jogo de RPG. E pra quem ainda é novo em toda essa história de RPG, assim como nos jogos de console e pc, o personagem que você personifica deve ser complexo e crível. Quanto mais história e personalidade ele tiver mais você vai se envolver com ele e mais vai entender como são as suas decisões, o que é a base para se interpretar um personagem num jogo de RPG de mesa.

Para mostrar e te ajudar nessa tarefa tão importante eu trago algumas dicas minhas e artes/personagens da Annita Wrigth (também conhecida como Amedyr) que pra mim desenha personagens que estampam personalidade só no olhar.

*venham, me acompanhem até o laboratório de criação*

 

Personagem 5 -Turmalina

Turmalina – Uma pirata cheia de esperteza que na verdade deveria ser uma das conselheiras da cidade de Kausao

 

  • Velhos conhecidos

Uma das coisas que eu sempre digo quando pedem ajuda pra fazer personagens é: façam coisas que vocês conseguem imaginar, personagens que você sempre quis ser. Aqui vale até copiar, pegar exemplo, usar sempre o mesmo ou mesmo pegar alguma ficha pronta.

No fim do dia o seu personagem nunca vai ser o mesmo, porque assim como na vida real os acontecimentos e reações dependem de todo um ambiente à sua volta. Portanto se você copiar algum personagem ou mesmo fizer  a mesma classe de sempre não é de todo mal, os diferentes companheiros, campanhas e pequenas alterações na sua história-base resultam em diferentes personagens e diferentes decisões durante a sua jornada.

Então supondo que você seja como eu: que só tem um ‘tipo’ de classe/ profissão que trabalha melhor (Euzinha aqui só jogo de Ladina em cenários medievais e alguma mistura de engenhoqueira e investigadora em cenários urbanos, mas é puro amor). E ainda assim isso não é ruim, já tive personagens extremamente quietos, e outros bem atrevidos. Tive personagens bons e outros que passaram em branco, e se você olhar a sua lista de personagens com a mesma profissão provavelmente vai notar que isso acontece com você também. Segurança é um bom modo de começar a jornada, é ter no coração aquele personagem que faz parte de você.

 

Personagem 4 - zaryi

Zaryi uma Bruxa do deserto

 

  • Porque, quando e onde?

Começou o personagem, quer fazer diferente? Hora de criar Porquês!

A palavra-chave aqui é motivação, você no seu dia a a dia precisa dela pra sair da cama, seja tomar café, seja porque você precisa trabalhar ou ir pra escola ver o crush/senpai. O seu personagem no RPG não vai ser diferente, ele precisa de motivação para seguir em frente, ele precisa saber porque ele está naquela busca, com aquelas pessoas, o que o levou até ali.

Criar essas motivações é basicamente criar o background, o seu passado e o seu presente. Sem ele o seu personagem vai se perder e vai só seguir o fluxo da aventura, sem fazer parte de você, sem enfrentar desafios com você e pode acabar no esquecimento. E nenhum herói quer terminar sua jornada no esquecimento.

Quando a falta de criatividade bater eu indico responder as bases de criação de personagem do sistema FATE que é mais ou menos assim:
Responda qual a história do seu personagem até ali.
O que o define como um todo?
O que fez ele chegar até aqui?
No que ele acredita?
Qual é um problema que ele tem?

E nada disso precisa ser um textão, se você conseguir responder com uma frase e sempre consultar isso quando for fazer alguma decisão já ajuda muito.

 

Personagem 7

Nima Cervoalto – Em busca de vingança pela morte de seu pai a Ranger da Amedyr na stream do Azecos vem carregada de surpresas pessoais.

 

  •  SEU VERME IMPRESTÁVEL! – Vegeta

Quem vai esquecer tantos personagens da ficção e fantasia e suas icônicas frases de efeito/ bordões? Todos nós lembramos dos nossos preferido através de momentos e frases que nos marcaram ou mesmo que marcaram o personagem então não será diferente com nossos personagens num RPG de mesa. Eles, além de nome e história, precisa m de coisas que marquem quem eles são, precisam reafirmar aquilo que acreditam até mesmo para que você se lembre como eles podem reagir a alguma situação.

Personagem 2

Em nome da Lua, vai se $%@¨&*!!!

Personagem 1

A campeã da Justiça, Eu sou SAILOR MOON! Em nome da lua você está punido!

Por exemplo: Quando a Sailor Moon dizia – Luto pelo amor e pela justiça! Sou Sailor Moon!

Ela não estava só falando uma frase  desnecessária, ela acabava por anunciar aos seus inimigos e para ela mesma quais as bases de seus atos e a luta que ela acreditava seguir. E isso é como em alguns RPGs você escolher um código de honra pra seguir, como o código dos heróis ou um código de uma guilda de ladrões, e mesmo que você não seja o tipo de personagem para seguir um código de heróis você pode montar o seu próprio código de crenças e afirmações pessoais e sempre se lembrar de seguir ele. Isso contribui nos momentos em que você tem que tomar decisões e não sabe exatamente o que o seu personagem faria.

Frases de efeito também são ótimas para tornarem o seu personagem memorável. Trejeitos e bordões que ele pode carregar fazem com que seus companheiros se lembrem dessas coisas, do seus personagens, quando pensam na campanha e na história que estão fazendo juntos. Mesmo que pareça bobo isso adiciona mais personalidade ao personagem que até então é só um monte de dados escritos no papel. Todos nós, mesmo no dia-a-dia temos nossas gírias, manias e jeitos de falar que são característicos e que as pessoas se lembram de nós através deles. Então porque não fazer isso pelo seu personagem também?

Bom esse é só um começo, vamos falar mais disso depois!

Mas me contem quais são os seus personagens mais memoráveis!

E pra quem ainda quer falar mais ainda disso tenho algumas dicas aqui que podem te ajudar:

Artigo do Leandro Pug no RPG Notícias  – Dicas para Construção de personagens para Iniciantes

Projeto do RPG Caracterização que já foi até apresentado num outro post aqui no GG.

Canal de streaming de desenhos da Amedyr

Lucy (personagem minha) uma investigadora guiada pela curiosidade e sem medo num cenário de Rastros de Cthulhu narrado no Beholder TV

Lucy (personagem minha) uma investigadora guiada pela curiosidade e sem medo num cenário de Rastros de Cthulhu narrado no Beholder TV

Quem escreve? Nina Hobbit

Nina, antes de tudo, é uma hobbit e isso diz muito. Ela mestra streams de RPG Steampunk pelo Perdidos no Play enquanto tenta terminar a faculdade e dominar o mundo com fofuras. Enquanto sua mente não para de criar histórias ela tenta achar tempo pros livros e doces que tanto ama.