Dica de leitura: “O Mundo Perdido” – livro de Sir Arthur Conan Doyle que se passa no Brasil

capa-livro-mundo-pedido

Leitura obrigatória para os dinolovers!

O livro O Mundo Perdido é uma obra de arte, principalmente para os que amam dinossauros e aventuras perigosas no desconhecido. Sir Arthur Conan Doyle, o mesmo criador do Sherlock Holmes, escreveu uma aventura incrível e de uma forma muito envolvente.

mundo-perdido-livro

Antes de mais nada, a capa da edição da Editora Todavia é lindíssima, o que estimula a leitura. Mas existem outros fatores para ser um livro incrível, como a história se passar no Brasil, mais especificamente na Floresta Amazônica, e outros locais do nosso país são citados, o que dá mais forma aos cenários.

o mundo perdido livro

Ele é escrito em forma de matérias jornalísticas, como um livro reportagem. Isso porque Malone é um jornalista que acompanha a expedição até os segredos de nosso país, e vai mandando cartas para seu editor em Londres relatando nos mínimos detalhes o que estão vendo e experienciando por aqui.

Tudo começou quando o Professor Challenger voltou para a Inglaterra, no século XX, de uma expedição na Amazônia dizendo que tinha encontrado um lugar onde os dinossauros ainda viviam. Ele foi fortemente criticado e desacreditado, e sugeriu uma expedição para comprovar suas descobertas. Partem então o Sr. Malone, com o Professor Summerlee e o Lorde John Roxton para essa aventura.

As surpresas que eles encontram nessa viagem e os perigos por que passam são de tirar o fôlego. E deslumbra qualquer um imaginar que um mundo perdido desses possa existir no coração da Amazônia. Eu seria a primeira a embarcar nessa viagem!

jurassic-park-gif

O ponto negativo mais forte do livro é a falta de personagens femininas. Apenas uma mulher é citada com nome, e tem falas, mas para se referir à namoro e homens. Isso incomoda muito, principalmente uma leitora. Tanto que na série que fizeram baseada na história acrescentaram mulheres no enredo.

Alguns termos podem ser pejorativos também, principalmente para se referir aos homens que acompanham os quatro britânicos aqui no Brasil, já que são índios e negros. Isso também é bem ruim.

Mas se o tema te interessa, vale a pena ler O Mundo Perdido! A leitura flui rápido e bem, sempre dando um tom de mistério que faz continuar a leitura sem para, e o livro não é grande, o que facilita ainda mais!

Quem escreve? Gabi Orsini

Aspirante a jornalista e bailarina. Conversa até com poste e acha que sabe cantar. Desde que descobriram que é uma sereia, não esconde mais isso. Ama tirar fotos e por o pé na estrada. Tem o dom de ler em qualquer hora e lugar. Sonserina sim.