Dica de HQ: “Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop”

Na Quebrada capa limpa

Editora Draco lança coletânea e você não pode ficar de fora d’A Quebrada.

Sempre que falamos de terror, nos vem à mente figuras clássicas monstruosas desde vampiros, lobisomens, ou garotas cabeludas que saem grotescamente de poços d’água.

Já na ficção científica vem a imagem do espaço, um futuro de metais brilhantes e viagens no tempo.

E a fantasia até que conseguiu criar um imaginário mais amplo que foge de castelos e elfos.

Mas nunca vem à mente a favela brasileira.

Na Quebrada capa

Tendo isso em mente, a Draco lançou a pré-venda da coletânea Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop, que reúne oito HQs de terror, fantasia e ficção científica, ambientadas nas ruas da periferia.

E daí veio a conta:

Quadrinhos + hip hop = diversão

No mínimo, surge uma grande curiosidade do que permeiam essas histórias.

Na Quebrada editora draco 1

Essas HQs foram escritas e desenhadas por quadrinistas que colocaram suas experiências, seus temores e suas alegrias em narrativas gráficas únicas e emocionantes. A Editora Draco sabe da relevância de dar voz para as ruas em um país tão desigual e fez questão de organizar uma série de histórias com protagonistas negros, favelados, diferentes e excluídos.

O rap, o grafite, o break e todos elementos do hip hop foram celebrados nesta antologia feita por brasileiros apaixonados pelo mundo do rap.

Na Quebrada editora draco

O line-up conta a presença de Braziliano (“Periferia Cyberpunk”, “THC, LSD e PIXO”), João Pinheiro (“Carolina”, “Burroughs”), Cirilo S. Lemos (“Alienado”, “E de Extermínio”), Ramon De Leve (rapper – “O Estilo Foda-se”, “Manifesto ½ 171”, “De Love”, “Estalactite”), Giovanni Pedroni (“Space Opera em Quadrinhos”), Larissa Palmieri (“Hacking Wave”, “Delirium Tremens”), Vitor Flynn (“Xondaro”), Felipe Cazelli (“Signo de Câncer”), Marc Weslley, Alessio Esteves (“Zikas”, “Destination”), Felipe Sanz, Juliana Araújo (“Gibi Quântico”, “As Periquitas”), Guabiras (“MAD”, “Zé de Aurim”, “Esgoto”), Raphael Fernandes (“Apagão”, “Ditadura No Ar”), que também organizou e editou o projeto, além de Daniel Canedo (“A Teia Escarlate”, “Freakshow”), que fez a arte da capa.

O volume conta com textos de Alê Santos, contador de narrativas negras, Gil Santos, o Load, do canal Load, e do rapper Rashid.

Na Quebrada traz pro universo dos quadrinhos o que ouvimos nas letras de Rap, o que lemos nos livros sobre a cultura hip hop e movimento negro, e o que vivenciamos nas ruas todos os dias.

– Rashid (rapper)

Na Quebrada editora draco 2

Lembrando que o projeto do Catarse é uma pré-venda, ou seja, o quadrinho tá pronto! Falta imprimir e distribuir. E é aí que você entra!

Se você se interessou pelo projeto, quer saber mais e apoiar, visite o Catarse do Na Quebrada!

Quem escreve? Belle Felix

Belle Felix, ou Lilo para os íntimos, não sabe dançar a hula, mas veste sua roupa de coelho e tenta sempre fazer seu melhor! Tradutora do material da editora Valiant no Brasil, resenhista no Universo HQ e tem um site e canal no YouTube, o Plano Infalível. E, sim, pretende dominar o mundo.