Ela merece.

*** Alerta de spoiler: o texto a seguir possui spoilers da 3ª temporada de Stranger Things ***

Eu amo Stranger Things da Netflix. Eu adoro a série. O que eu não adoro é que a Stranger Things tenha enredo após enredo sempre centrados nos homens da série em vez da protagonista. Isso não quer dizer que ela não é uma personagem forte sozinha – ela salvou Hawkins duas vezes até agora – mas esse fator do enredo descentrado é uma falha gritante da série.

Eleven, interpretada por Millie Bobby Brown, merece mais do que apenas ser usada por causa de seus poderes. Na primeira temporada de Stranger Things, El é constantemente envolta em mistério, todos ficam tentando descobrir de onde essa garota veio e por que ela mal consegue falar. No entanto, nesta altura do campeonato, ela começou a viver sua própria vida fora da sombra de Hopper e até mesmo de Mike. Então, o que eu queria de Stranger Things? Eleven apenas sendo uma criança.

Agora, aceitando mais ser chamada de seu nome biológico (“Jane”), ela parece estar envolvida na escola e na comunidade de Hawkins. Algo que nunca fez parte do enredo da série anteriormente, já que ela estava sendo escondida no porão de Mike e depois trancada na casa de Hopper. E é talvez uma parte do meu problema. Eleven é apenas uma adolescente, e tudo o que sabemos sobre ela é que ela foi das asas de um homem para outro e a única maneira de se “encontrar” era fugir de Hopper para ficar com sua irmã – que acabou não trazendo o melhor de Eleven ou levando em conta os interesses dela, também.

Ela é apenas uma criança – não a salvadora do universo. Uma criança que foi jogada em uma situação terrível por pessoas más e, em vez de tentar ajudá-la, ela tem sido usada por suas habilidades com mais frequência do que nunca. Então, o que deveriam fazer nas próximas temporadas de Stranger Things enquanto tentam impedir que o Upside Down consuma o mundo real? Deixe Eleven ser apenas isso: uma adolescente. Claro, isso não muda o fato de que ela é uma adolescente com super poderes, mas em alguns momentos isso vira uma responsabilidade esmagadora para ela. Podem começar a deixá-la ter algum tipo de história que não esteja completamente centrada em torno de Mike, Dustin, Lucas e Will. Deixar sua vida ser mais que Jim Hopper esperava, apesar de sua carta de despedida ser mais sincera e gentil com os desejos de El. Agora que ele se foi, Eleven deveria poder seguir em frente de forma mais independente.

É um pouco desanimador que a personagem, que é uma das mais interessantes que já tivemos na televisão há algum tempo, esteja cercada por homens dizendo-lhe como viver e o que fazer. Ela foi mantida num porão e depois presa em casa com regras que “a escondiam para seu próprio bem”. Mas, de novo, ela é uma adolescente. O “próprio bem” dela seria viver um tipo de vida mais normal, independente dos poderes que ela possui.

Eleven conseguiu derrotar o Demogorgon, lutou contra os demodogs em Stranger Things 2 e fechou sozinha o Upside Down no que pensávamos ser a última vez. Talvez, com as próximas temporadas, possamos ver mais da Eleven se divertindo com outras garotas, desenvolvendo sua personalidade, se descobrindo e ficando mais forte emocionalmente também. 

Ela merece muito, né? Na terceira vez salvou Hawkins, já dá pra pedir música.


Texto traduzido do TheMarySue.

Compartilhe: