Conheça os melhores personagens brazucas nos games

Eddy Gordo Tekken cover

A postagem de hoje é super especial: falarei sobre os personagens brazucas presentes nos games. Alguns personagens são bem estereotipados, alguns são a mistura do Brasil com Egito com outras nacionalidades e a maioria é de jogos de luta. Alguns desses personagens fazem parte da nossa vida gamer desde a infância e adolescência. Afinal, quem nunca se orgulhou (ou não) de ver ou escolher um personagem brasileiro entre tantos americanos, europeus e asiáticos (entre outras nacionalidades)?

 

Saci – DLC Max Payne 3

Saci Max Payne 3

A história Max Payne 3 se passa no Brasil, mais precisamente em São Paulo. Para homenagear o nosso país foi lançado no DLC Deathmatch Made In Heaven o ícone folclórico Duende Verde Saci Pererê. O personagem está disponível apenas no modo multiplayer Run & Stun. Saci verde e com perna de pau? Acho que eles poderiam ter feito melhor!

 

Milla Vodello – Psychonauts

Milla Vodello Psychonauts

Milla é negra, linda e arrasa na pista de dança! Saída direto do game Psychonauts, a brasileira é uma agente Psychonaut (grupo de agentes secretos com habilidades especiais) e possui habilidades psíquicas de levitar objetos. Alô, Professor Xavier? Recruta a moça!

 

Aldebaran de Touro – Saint Seya

Aldebaran Cavaleiros do Zodíaco

Aldebaran de Touro é o nosso representante BR das 12 Casas do Zodíaco.Vocês podem enfrentá-lo ou jogar com ele em Os Cavaleiros do Zodíaco – A Batalha do Santuário! Ele é um dos cavaleiros de ouro mais legais. Tanto que deixa Seiya passar pela sua casa quando ele quebra o chifre da sua armadura.

 

Rikuo – Darkstalkers

Rikuo Darkstarlkers

Rikuo é  um sereio monstro aquático que saiu direito do rio Amazonas para lutar em Darkstalkers. Seu reino aquático foi destruído por causa de um terremoto e uma erupção vulcânica causados pelo vilão Pyron. Fenômenos que acontecem frequentemente na Amazônia #sqn

 

Marty Alencar – Far Cry 2

Marty Alencar Far Cry 2

Marty nasceu no Brasil, mas foi naturalizado nos Estados Unidos, mas nem por causa disso o mercenário deixa de ser BR. Em Far Cry 2, o jogador pode escolher o brasileiro como personagem principal e, caso não seja escolhido, ele pode aparecer como companheiro durante o jogo.

 

Pupa Salgueiro – Rage of the Dragons

Pupa Salgueiro

A segunda representante do sexo feminino é a lutadora de capoeira (vocês verão muitos por aqui) Pupa Salgueiro. Pupa e sua família viviam no Brasil, mas ela e seu irmão foram estudar nos EUA. Um dia seu irmão, que vivia arranjando briga na rua, desaparece e ela vai procurá-lo no torneio de luta de artes marciais.

 

Carlos Oliveira – Resident Evil 3

Carlos Oliveira Resident Evil

Tem BR no meio do apocalipse zumbi, gente! Em Resident Evil 3, aparece o mercenário brasileiro e membro da equipe U.B.C.S. (Umbrella Bio-Hazard Countermeasures Service) Carlos Oliveira. Ele se junta a Jill para lutar contra o T-Vírus.

 

Roberto Miura – Rival Schools

Roberto Miura

O nipo-brasileiro e fã de futebol, Roberto Miura também entrou para a lista. Ele aparece no jogo de luta Rival Schools. Roberto mora na cidade japonesa Aoharu.

 

Samuel Rodrigues – Metal Gear Rising: Revengeance

Samuel Rodrigues Metal Gear Rising

Ele é samurai. Ele é ciborgue. Ele é brasileiro. Samuel Rodrigues ou, simplesmente, Jetstream Sam aparece  no  Metal Gear Rising como mercenário “vilão”/anti-herói do game. Já na DLC ele é o protagonista e é possível vermos um pouco do passado deleSamuel faz parte do grupo terrorista Desperado Enforcement e utiliza sua espada Murasama para lutar contra Raiden. A técnica de espada utilizada por Sam é a “Yagyu Shinkage-ryu” que ele aprendeu com seu pai e mestre nipônico.

 

CONTINUA NA PRÓXIMA PÁGINA

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.