Comic-Con de Tóquio proíbe e desproíbe homens de fazerem cosplay feminino

crossplay-proibido-comic-con-toquio-600x400

Pode ou não pode crossplay na Comic-Con de Tóquio?

Vamos falar de um assunto MUITO POLÊMICO! A Comic-Con de Tóquio proíbe o crossplay, e depois volta atrás desproibindo! (essa palavra existe?) :O :O :O

selo-mamilos-qualidadeMas Mindy, o que é um ~crossplay~?

Em linhas BEM gerais, crossplay é um tipo de cosplay em que a pessoa se veste de um personagem do gênero oposto ao seu. Ele pode ser female-to-male, isto é, mulher que se veste de personagem masculino, ou male-to-female, quando um homem decide fazer cosplay de um personagem feminino.

crossplay-female-to-male

Female to male

crossplay-male-to-female

Male to female

A medida foi descoberta pelo Anime News Network e consta nas regras do evento, que ocorrerá nos dias 03 e 04 de dezembro deste ano. Na íntegra, eles utilizam a palavra“jyosou” (女装), que significa “usando roupa de mulher” com a conotação de que a regra só vale para os crossplay male-to-female, permitindo, assim, o female-to-male.

Entretanto, no dia 27 deste mês, a página oficial do evento no Facebook ~desproibiu~ essa regra:

Como resultado de uma conferência do comitê, nós decidimos tomar a decisão de remover o banimento a homens se vestindo de personagens femininas.

Segundo a organização, o motivo da referida proibição era evitar que homens entrassem em banheiros femininos, tendo em vista inclusive que muitos deles não aparentam ser do sexo masculino quando estão de cosplay. Para evitar a situação, serão distribuídos crachás de cores diferentes para homem e mulher – mediante apresentação de documento oficial -, sendo obrigatório seu uso durante todo o evento.

A notícia chocou a muitos, causando questionamentos em relação a uma conduta segregacionista por motivos de preconceito. Por outro lado, como consta no Kotaku, há a defesa de que é comum ver homens vestidos de mulheres no Japão, como, por exemplo, no teatro kabuki, em que não há atrizes, mas apenas atores homens, que, inclusive, desempenham o papel de personagens femininos.

Teatro Kabuki

Teatro Kabuki

Mas Mindy, como é possível confundir?

Nas imagens que eu coloquei acima, é bem fácil diferenciar um homem de uma mulher, ou vice-versa. Mas vejam estas:

crossplay-female-to-male-1

Sim, é uma mulher

crossplay-male-to-female-1

Sim, é um homem

crossplay

Diante disso tudo, eu não podia deixar de dizer que o cosplay, independente de sub-gêneros, é feito para homenagear personagens que a pessoa se identifica, admira ou, no mínimo, gosta muito. Se a regra fosse realmente seguida à risca para qualquer um dos gêneros de crossplay, as pessoas jamais poderiam homenagear personagens de sexo oposto, já que você teoricamente poderia ser confundido e entrar no banheiro errado – de propósito.

É claro que (segundo a justificativa da organização) a intenção foi prevenir situações que podem causar um certo tumulto, mas talvez a utilização de crachás também não seja a melhor opção, até mesmo porque não existem apenas dois gêneros. Sem falar que pode haver assédios de um homem fazendo cosplay feminino dentro de um banheiro masculino.Entretanto, novamente, cairíamos em OUTRO ASSUNTO POLÊMICO™: a criação de um terceiro sanitário, o unissex, evitando constrangimento das pessoas e, ao mesmo tempo, comentários e condutas preconceituosas em relação ao caso de ter apenas o banheiro unissex em vez dos três – ou, ainda, neste caso, possíveis assédios.

E você, o que acha da medida tomada pela Comic-Con de Tóquio?

crossplay-proibido-comic-con-toquio

Fonte: Omelete

Quem escreve? Mindy (Yasmim Alvarez)

Cosplayer e graduanda em Direito. Amante de World of Warcraft, invencível no Super SmashBros, Batman-lover e fã de carteirinha da Princesa Zelda. Queria ser a toda-poderosa Sailor Moon, mas se contenta em ser apenas uma princesa da Disney nas horas vagas