As piores lições de amor presentes em jogos de videogame

sm3dl_peach_x_mario_by_gabymariofangirl-d597r9x

Love is in the air

Jogos das franquias Mass Effect, Dragon Age, Fallout, The Sims, Stardew Valley, Harvest Moon, The Witcher, Star Wars: The Old Republic e Fable são alguns exemplos que possuem interações de romance em sua narrativa. Você pode escolher com quem você quer ter um romance, mas ao mesmo tempo não é obrigatório ter um relacionamento. Para conquistar o(a) seu(sua) amado(a), é preciso ter vários diálogos antes de iniciar o romance, e às vezes fazer missões especiais e dar presentes. Embora os romances sejam uma opção bem interessante nos jogos, eles podem transmitir lições ou ideias que não são muito legais ou que não condizem com a nossa realidade (tente se divertir um pouco e não levar este texto tão a sério).

Diga a eles exatamente o que querem ouvir

Dragon Age Inquisition

Nos jogos, para conquistar o amor da sua vida você precisa dizer exatamente o que a pessoa quer ouvir, ou seja, pior forma de começar um relacionamento: fingindo ser uma pessoa que você não é. Ninguém concorda com ninguém 100%, mesmo em relacionamentos amorosos. Possuímos opiniões diferentes mesmo tendo pontos de vistas e gostos em comum. Nos jogos, concordar com tudo que o interesse amoroso diz é 100% infalível!

Seja um stalker
Knight and Damsel

Os games também ensinam a perseguir quem você ama. Porque só é amor verdadeiro se você perseguir sua cara metade. Perseguir pessoas não é legal, tá? Respeita a vontade do crush. Se ele(a) não quer ficar com você, não insista! A pessoa foi para os confins do mundo para ficar longe de você? Não tem problema! Nos games você só precisa ir atrás dela. Infelizmente não tem ordem de restrição no mundo dos jogos.

Comprando o amor verdadeiro

Stardew Valley presente

“Eu realmente amo isso. Como você sabia?”

Nada como conquistar o amor verdadeiro comprando o seu amor, não é mesmo? Nada mais “honesto” e “romântico” do que pagar pela atenção do amor da sua vida utilizando objetos materiais. Porque suborno romântico sempre funciona nos games e aumenta a barra de sentimentos que a pessoa tem por você automaticamente. Agora tem que ser os presentes certo, senão não funciona!

Fazer pouco esforço

Skyrim meme

“Marido tem se aventurado por 16 dias seguidos com uma mulher misteriosa/ Dá a ele 1600 de ouro e refeição caseira assim que ele chega em casa”

Depois que você conquista o amor da sua vida, não precisa se esforçar para manter o relacionamento, não é mesmo? Nos jogos, o mais difícil é conquistar a pessoa (ou não tão difícil assim), mas depois que você consegue o que quer não precisa perder tempo mantendo o relacionamento. Pode passar semanas ou até meses fora de casa sem manter nenhum tipo de contato. O amor da sua vida não tem vontade própria e necessidades mesmo.  /ironia

Faça o que foi ordenado

Skyrim meme 3

“Eu jurei carregar todos os seus fardos/ 19 escamas de dragão”

Como o seu amor não tem vontade própria, é só mandar a pessoa fazer o que você quer e ela não vai questionar nada, assim como na vida real #sqn. Isso não é amor, isso é cilada! Nos relacionamentos “super saudáveis” presentes em alguns games, você pode mandar carregar coisas, matar pessoas, roubar, entre outras atividades ilícitas, e a pessoa vai fazer tudo isso com o maior prazer.

Você automaticamente consegue a garota

Mario e Peach

Basta salvar a donzela em perigo que ela automaticamente vai se apaixonar por você. Essa fórmula é utilizada bastante não só nos games, mas também na literatura, cinema, televisão e teatro. E tem sido usada por tempo demais. Essa fórmula já está desgastada (ou, pelo menos, deveria estar). Infelizmente, salvar a esposa, namorada, princesa ou interesse romântico é recurso de narrativa ainda bastante utilizado nos jogos – utilizar donzelas indefesas faz parte de uma narrativa simplória e preguiçosa. Desculpa aí, Nintendo, mas é sim! Ninguém deveria ser usado como premiação. Tem tantos meios de contar uma história legal e desenvolver romances nos quais mulheres não precisam ser um troféu ou serem utilizadas como forma de agradecimento (né, Geraldão?).

Dorian

O legal é que os romances nos games estão cada vez mais inclusivos, proporcionando opções de romances homossexuais e bissexuais. Em particular, os romances de jogos desenvolvidos pela Bioware em franquias como Dragon Age e Mass Effect merecem destaque. Veremos como serão abordados os romances em Mass Effect: Andromeda.

Além de oferecer momentos de diversão, os romances servem como um recurso de imersão dos games, e até mesmo proporcionam discussões e reflexões sobre relacionamentos, orientação sexual e sexualidade. E ainda tem gente que acha que videogame serve apenas como entretenimento!

Fonte: Den of Geek

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.