Mesmo morta, ela continua sendo culpada de coisas que não são culpa dela.

Chegou a temporada de Game of Thrones, e com isso chegaram os teasers, sendo o primeiro deles o dos Stark nas criptas de sua família em Winterfell. Sansa parece mais realeza do que nunca, Arya continua fodona e Jon… continua com o cabelo bem oleoso. Porém, enquanto as vozes falam ao fundo, as “crianças Stark” passam pelas estátuas de seus parentes, e a voz de Catelyn Stark solta a frase mais sem noção possível:

Todo o terror que assolou minha família, tudo isso porque eu não pude amar uma criança sem mãe.

É sério? É SÉRIO ISSO?

discutimos aqui sobre como a personagem foi mal representada na série, e é fácil entender os motivos que fazem com que as pessoas não gostem da personagem. Não há motivos para brigas nesse sentido, e é até bom que a personagem seja motivo de debates. Afinal, ela é uma pessoa boa com muitos defeitos (para alguns) e uma personagem cujo ponto de vista nos livros às vezes não é o mais empolgante de se ler.

Mas essa frase, uma adição feita pelos roteiristas da série, resume os motivos que fazem com que a série seja tratada por muitos como uma adaptação frustrante dos livros.

Ela simplifica de maneira tão grosseira a complexidade da personagem e somente adiciona mais um drama desnecessário entre ela e Jon.

Cat não amava Jon, não gostava de Jon e não o queria perto de seus filhos por temer que um dia ele pudesse tomar o seu lugar como herdeiro de Winterfell, e levando em conta que Jon basicamente fez isso, e que o fato de ter sido criado por Ned junto aos seus filhos legítimos ter permitido isso, demonstram apenas que seus medos não eram infundados.

Discorde se quiser, mas a lógica da personagem é exatamente essa.

cat stark

Apesar disso, Cat não morreu sentindo remorso por não amar Jon Snow, assim como não parece ter agonizado por sua causa ou rezado por ele. Afinal, que razão teria para isso?

E o último problema é que até podemos entender que isso surja quando Jon está passando pela estátua, mas e Sansa e Arya? Por que a frase que elas ouviriam de sua mãe tinha de ser algo sobre Jon? A única coisa que posso imaginar é que isso prenuncia um conflito entre Arya, Sansa e Jon, sobre ele ser primo delas e não meio-irmão, mas novamente, por que esse tem de ser o legado de Cat para a série?

catelyn

Mesmo com todos os problemas na sua adaptação para a série, ela sempre fez o melhor para ser sensível, e assim como Ned, acabou morrendo por confiar que os modos antigos e a nobreza venceriam no fim. Cat não sabia que Mindinho possuía uma ganância tão grande que estaria disposto a iniciar uma guerra civil para tê-la. Afinal, ninguém pensaria que uma pessoa que teve um crush há várias décadas estaria tão desesperado. Robb nunca deveria ter se casado com uma personagem aleatória só por ter transado com ela, jogando fora a aliança com Walder Frey. Ned deveria ter confiado em sua esposa, cujo lema da família é “Família, Dever, Honra”, e contado a verdade sobre Jon, para garantir que o garoto tivesse uma figura materna que pudesse se importar com ele.

Catelyn cometeu seus erros, mas essa necessidade de tratar seus erros como mais importantes do que os erros cometidos pelos homens que a cercavam é extremamente cansativo.

Os horrores sofridos pela família Stark foram causados pelo quão nojento Mindinho era, pela falta de moral dos Lannister, pelo fato que ninguém imaginaria um rei tão bizarro quanto Joffrey Baratheon para Westeros e pelos erros cometidos por todos eles.

Será que vão fazer a mesma coisa com os Lannister e deixar Tywin assumir a culpa sobre todos os problemas da família?


Texto traduzido do TheMarySue.

Compartilhe: