16 games divertidos para jogar nas férias

life-is-strange-cover

De nada!

As férias finalmente chegaram e agora você tem tempo livre de sobra para jogar. Mas se você está na dúvida do que jogar fizemos uma lista especial com 16 jogos para se divertir nas férias.  A lista possui lançamentos de 2015 e jogos mais antigos, de curta e longa duração que já saíram por aqui no Garotas Geeks. Deita no sofá ou senta na cadeira do PC e aproveita 🙂

The Elder Scrolls V: Skyrim

SkyrimVou começar com o game que estou jogando nessas férias: Skyrim! Seja o próximo Dragonborn e mate dragões, explore o imenso mapa do jogo com suas montanhas, planícies, rios e cavernas, adquira propriedades e faça craft de armas e armaduras. A imensa quantidade de missões principais e sidequests deixará você entretido por horas e horas.

Skyrim está disponível para PC, Playstation 3 e Xbox 360.

Limbo

limbo-08

O limbo é o lugar para onde vão as almas dos mortos que não são condenadas para ir ao inferno. Com essa premissa um menino acorda numa floresta desconhecida e cheia de perigos em busca da sua irmã. O jogo não possui narrativa. É só você, um mundo preto e branco e as diversas ameaças existentes no limbo. Se prepare para um jogo de plataforma com muitos puzzles e mortes!

Confira o review de Limbo aqui.

To The Moon

to-the-moon1

O jogo é um point-and-click com visual de RPG antigo e dividido em três atos com vários puzzles a serem resolvidos. O game foca bastante na narrativa. To The Moon é acima de tudo uma história de amor com uma trilha sonora linda. Então é bom jogar com uma caixa de lencinhos do lado enquanto está à procura das lembranças de Johnny.
Confira o review completo de To The Moon aqui.

Life is Strange

life-is-strange-

Life is Strange foi um dos jogos revelação do ano de 2015. A história de Max e Chloe emociona do primeiro ao último capítulo do game. A estudante de fotografia Max descobre que tem o poder de voltar ao tempo ao salvar sua antiga amiga de infância Chloe de levar um tiro no banheiro da escola. As duas começam a investigar o desaparecimento de Rachel Amber, amiga de Chloe. O jogo possui cinco capítulos com escolhas que podem interferir até o final do jogo. Life is Strange aborda temas como amizade, bullying, sacrifício e redenção.

Confira o review de Life is Strange aqui.

Never Alone

Never Alone 4

Nuna é uma garota Iñupiat, povo nativo do Alasca, que parte da sua vila para descobrir o motivo da eterna nevasca que ameaça a sobrevivência das pessoas do seu vilarejo. A garota conta com a ajuda da raposa do ártico, Fox, para escapar de ursos e nevascas. Never Alone é um jogo de plataforma repleto de puzzles que retrata a cultura dos Iñupiats.

Confira o review de Never Alone aqui.

Gone Home

Gone Home

Gone Home é um jogo indie de suspense e exploração em primeira pessoa que promete emocionar. Tentarei ser breve para não soltar spoilers. Katie, a filha mais velha da família Greenbriar, volta de surpresa para a mansão vazia da família herdada do tio-avô depois de passar um tempo na Europa. Katie precisa descobrir para onde foram os seus familiares. O jogador precisa encontrar pistas e explorar a mansão com passagens secretas para descobrir o paradeiro dos seus pais e irmã mais nova.

Confira o review de Gone Home aqui.

One Piece: Pirate Warriors 3

One-Piece-Pirate-Warriors-3

Para quem gosta da obra de Eiichiro Oda e hack’n’slash o game é uma boa escolha para ser jogado nas férias! Quem conhece as sagas da tripulação do Chapéu de Palha constituída de Luffy, Zoro, Nami, Usopp, Sanji, Chopper, Franky, Robin e Brook vai se divertir bastante. E para quem não conhece é uma excelente oportunidade para ficar por dentro das histórias emocionantes e engraçadas da tripulação pirata mais querida do universo japonês e sua busca pelo One Piece.

Confira os 6 motivos para jogar One Piece: Pirate Warriors 3 aqui.

Toren

Toren

O jogo adventure Toren foi desenvolvido pela Swordtales e publicado pela Versus Evil. Toren foi o primeiro indie game brasileiro a receber apoio da lei Rouanet, lei de incentivo à cultura. A menina Moonchild (Criança da Lua) está aprisionada na torre que dá nome ao jogo e deve escalá-la numa aventura solitária para encontrar a sua liberdade.

Confira o review de Toren aqui.

Chroma Squad

Chroma Squad

Chroma Squad é um indie game brasileiro desenvolvido pelo pessoal da Behold Studios e inspirado nos Power Rangers! O jogo é uma homenagem ao gênero Tokusatsu e foi financiado no Kickstarter. Chroma Squad possui pixel art, trilha sonora sensacional, personagens customizáveis, várias referências a cultura pop, bom humor e lutas com robôs gigantes. Tá bom o quer mais?

Leia os 10 motivos para jogar Chroma Squad aqui.

Ni No Kuni: Wrath of the White Witch

Ni No Kuni dragão

O jogo conta a história do garotinho Oliver que perde a mãe e viaja para Ni No Kuni ao lado do Senhor das Fadas, Mr. Drippy, para salvar o mundo da Feiticeira Branca e trazer sua mãe que vive na forma da feiticeira Alicia para o seu próprio mundo. Ni No Kuni é uma linda parceira entre o Studio Ghibli e a LEVEL-5 e digno de da animação do estúdio nipônico. Esse ano será lançado Ni No Kuni II : Revenant Kingdom. O jogo não será uma continuação, mas como se passa no mundo de Ni No Kuni é uma boa conhecer o primeiro game.

Confira o review de Ni No Kuni: Wrath of the White Witch aqui.

Valiant Hearts – The Great War

Valian Hearts todo mundo

Valiant Hearts é uma linda e diferente homenagem ao centenário da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e a todos que participaram dela. É um jogo repleto de puzzles e inspirado nas cartas trocadas entre os soldados e seus amigos e familiares durante os quatro anos de guerra. O jogador controla os personagens Emile, Karl, Anna, Freddie e o cão Walt em diferentes lugares e épocas da Primeira Guerra.

Confira o review de Valiant Hearts – The Great War aqui.

Child of Light

Child of Light Ubisoft

Aurora é a filha de um duque austríaco que um dia vai dormir e não acorda mais, e é dada como morta. Seu pai fica de luto e adoece, deixando de lado os seus súditos e os problemas do reino. No seu sono Aurora acaba indo para a terra de Lemuria e se encontrando com o vaga-lume Igniculus. Aurora precisa ajudar a recuperar o sol, a lua e as estrelas roubados pela Rainha Má para conseguir voltar para casa.

Confira o review de Child of Light aqui.

Heavy Rain

Heavy Rain

O quão longe você iria para salvar alguém que você ama? Heavy Rain conta a história do seria killer de crianças conhecido como Assassino do Origami que afeta a vida de quatro pessoas. Para cada ação existe uma reação e ninguém está salvo no jogo. Heavy Rain possui vários finais diferentes. Prepare o coração para a quantidade de suspense e tensão no jogo!

Confira o review de Heavy Rain aqui.

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3

O bruxo Geralt de Rivia voltou para a sua última aventura ano passado. O jogo foi considerado apenas o melhor RPG do ano! The Witcher 3 possui um mundo aberto imenso, cheio de monstros e missões contabilizando mais de 100 horas de jogo.  O game ainda conta com a presença da nova personagem Ciri e 16 DLCs de graça oferecidas pela desenvolvedora CD Projekt Red! Com a memória recuperada Geralt deve enfrentar um grupo de cavaleiros chamados Wild Hunt.

Leia os 9 motivos para jogar The Witcher 3: Wild Hunt aqui.

Trilogia Mass Effect

Shephards

A trilogia Mass Effect possui três jogos (jura?!) e que se você for contar ultrapassa o número de jogos proposto na lista, mas estou considerando como um único jogo. Até porque esse ano será lançado Mass Effect: Andromeda. Um dos jogos mais aguardados por mim esse ano! Andromeda se passará numa nova galáxia e muitos anos após os acontecimentos da trilogia.

Na pele do(a) Comandante Shepard comande a nave Normandy, explore a galáxia, lute contra os Reapers e conheça várias raças de alienígenas, suas histórias e culturas.

Confiras os reviews de Mass Effect, Mass Effect 2 e Mass Effect 3.

The Wolf Among Us

The Wolf Among Us

TWAU foi o primeiro título da Telltale Games que eu tive o prazer de jogar. O point-and-click é baseado na excelente HQ Fábulas do escritor Bill Willingham. A HQ acabou se tornando uma das minhas favoritas.

O xerife Bigby Lobo (o Grande Lobo Mau) ao lado de Snow (Branca de Neve) deve descobrir quem foi o responsável pelo assassinato de uma fábula prostituta. O jogo é cheio de escolhas, mistério e suspense.

Confira o review de The Wolf Among Us aqui.

Quem escreve? Rany

Graduada em Jornalismo e Jogos Digitais e pós-graduada em Mídia Digitais. Fã incondicional de As Crônicas de Gelo e Fogo, Tolkien, Fables, Tarantino, Miyazaki, Okami, Dragon Age e Mass Effect. Divido meu tempo livre com os meus vícios em séries de tv, filmes, livros e games.